JATOS DE PLASMA SUPERSÔNICOS DETECTADOS NA NOSSA ATMOSFERA - Os jatos de plasma supersónicos atingem até 10.000 graus centígrados

Clique aqui para comentar esta publicação


© ESA


Cientistas da Universidade de Calgary detectaram jatos de plasma viajando a velocidades supersônicas depois da análise de dados da missão Swarm por satélites, um programa da Agência Espacial Europeia. A descoberta destes jatos de plasma, que podem atingir temperaturas de até 10.000 graus Celsius, foi revelada como parte da semana dedicada à missão Swarm no Canadá, informa a ESA.

O cientista norueguês Kristian Birkeland explicou a mais de 100 anos atrás a teoria da existência de enormes correntes elétricas impulsionadas pelo vento solar e deslocadas através da ionosfera para o campo magnético da Terra. Foi com o advento dos satélites que se conseguiu medir essas correntes nos anos setenta.

O trabalho científico se junta a outros apresentados no encontro científico da semana dedicada à missão Swarm. Esta missão foi aprovada em 2004 e desde 2013 conta com três satélites que ficam medindo e expondo os diferentes sinais magnéticos do núcleo da Terra, do manto, da crosta, dos oceanos, da ionosfera e da magnetosfera.



******



Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário