COLÔMBIA DETECTA PRIMEIROS CASOS DE MALFORMAÇÃO ASSOCIADA À ZIKA

Clique aqui para comentar esta publicação



Uma mulher grávida segurando um mosquiteiro - entregue pelo Ministério da Saúde da Colômbia para afastar infecção pelo vírus Zika - em Santiago de Cali, Colômbia.



Segundo a revista “Nature”, pesquisadores colombianos identificaram um bebê com microcefalia e dois outros com anomalias cerebrais congênitas. Testes constataram que todos os três bebês tiveram contato com o vírus da zika.

Até o momento, só o Brasil tinha identificado situações como essa. Além disso, análises retroativas também mostraram que houve aumento de casos de microcefalia durante um surto anterior de zika na Polinésia Francesa.

O vírus da zika chegou à Colômbia em setembro e, desde então, tem se espalhado rapidamente pelo país, que é o segundo maior em número de infecções pelo vírus depois do Brasil.



******



Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário