Capitalismo e Comunismo Derrotados pela Igreja Romana - NOVA ORDEM MUNDIAL - Seria o papa um agente duplo?

Clique aqui para comentar esta publicação



Malaquias Martin, jesuíta e um conceituado escritor católico, lançou um livro na década de 90 onde desvendou os mistérios de uma guerra oculta entre três poderes mundiais que estão lutando pela supremacia e pelo estabelecimento de uma Nova Ordem Mundial. O interessante é que as revelações de Martin, são praticamente os mistérios proféticos revelados a João na ilha de Patmos. Segundo as profecias e Malaquias Martin, esta "competição global tripla" terá apenas um único vencedor... e o tempo de vermos o cumprimento destas palavras está sobre nós...



***

O Grande Castigo iminente revelado no Terceiro Segredo de Fátima

II Parte

pelo Padre Paul Kramer, B.Ph., S.T.B., M. Div., S.T.L.(Cand.)

Na primeira parte desta série sobre o Grande Castigo iminente, concentrei-me em especial no aspecto físico do castigo: o papel da Rússia em fazer guerras e provocar a aniquilação de nações. A aniquilação de metade do mundo parece ser, no mínimo, bastante pavorosa - seria a maior catástrofe desde o Dilúvio. Este, porém, não é o aspecto mais terrível do castigo profetizado no Segredo. O que é mais assustador é o castigo espiritual que o Segredo profetiza.
A segunda parte do Segredo já fala sobre a perseguição da Igreja e do Santo Padre. Em 13 de Julho de 1917, Nossa Senhora de Fátima avisou:
Se atenderem a Meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz; se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja. Os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas.
"Deus - disse Nossa Senhora - vai punir o mundo de seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre." A perseguição da Igreja que vai ter lugar será tal como nunca antes aconteceu em toda a história do mundo. Acontecerá o que parecia impossível, mas que está anunciado na parte não publicada do Terceiro Segredo e nas Sagradas Escrituras.
Na sua carta ao Professor Baumgartner, o Cardeal Mario Luigi Ciappi revelou: "No Terceiro Segredo é predito, entre outras coisas, que a grande apostasia na Igreja começará pelo cimo." Isto corresponde ao que o Livro das Lamentações revela: "Nunca acreditariam nem os reis da terra nem nenhum dos habitantes do mundo que algum inimigo ou adversário transporia as portas de Jerusalém." 

 O que está predito é que os partidários do demónio ocuparão a Cúria Romana sob um antipapa maçónico.

Em 1998, o falecido Padre Malachi Martin disse no programa radiofonico "The Art Bell Show" que, no início de Fevereiro de 1960, quando era Secretário do Cardeal Bea, teve a oportunidade de ler o Terceiro Segredo de Fátima, que descreveu como sendo escrito numa única folha de papel. Mais disse que as palavras de Nossa Senhora eram muito sintéticas e específicas, e que falavam de um futuro "papa" - um impostor que usurparia a Santa Sé de Roma, estando completamente sob o controlo do demónio. Assim, o Terceiro Segredo de Fátima revela o "mistério de impiedade" (2 Tess. 2:7): A falsa Igreja "Católica" - a contra-Igreja, a anti-Igreja - o mistério do dragão, cuja cauda varreu a terça parte das "estrelas do Céu", isto é, a terça parte da hierarquia católica sob a direcção do antipapa herético.
É isto que o Papa João Paulo II revelou enigmaticamente a respeito do Terceiro Segredo em 13 de Maio de 2000: "A mensagem de Fátima é um apelo à conversão, altertando a Humanidade para não fazer o jogo do «dragão» cuja «cauda arrastou um terço das estrelas do Céu e lançou-as sobre a terra»"(Apoc. 12:4)

Quando falei com o Padre Malachi Martin sobre o antipapa herético da apostasia no Terceiro Segredo, a resposta do Padre Malachi foi: "Assim fosse só isso!" O antipapa e os seus colaboradores apóstatas serão (como diz a Irmã Lúcia) "partidários do demónio [que] trabalham para o mal e não têm medo de nada."1 Estes "partidários do demónio" constituem o "terço das estrelas do Céu" arrastadas pela cauda do dragão. Estes homens, que se apresentam como clérigos ‘católicos’, são membros secretos da seita e estão consagrados ao demónio. 
Chegarão a controlar o aparelho de estado do Vaticano e a estabelecer o ramo ‘católico’ de uma nova religião universal ecuménica. A sua falsa ‘igreja’ será católica apenas no nome. Formará a parte ‘católica’ da religião estabelecida e obrigatória da Nova Ordem Mundial. O Catolicismo autêntico será posto fora da lei, e os fiéis Católicos que restarem serão sujeitos à perseguição mais feroz que alguma vez houve na história do mundo.

Os Católicos não serão benvindos na Civilização do Amor: o exclusivismo dos seus dogmas (como, por exemplo, extra ecclesiam nulla salus, ou seja, "Fora da Igreja não há salvação") fará com que sejam considerados perigosos ‘fanáticos’ e ‘terroristas’ - uma ameaça mortal à unidade e ‘paz’ ecuménicas da Nova Ordem Mundial. Assim, a verdadeira Igreja Católica será tratada como uma organização fora da lei, e uma ameaça à paz mundial. A situação da Igreja será, pois, a mesma que havia durante as perseguições romanas, quando a Igreja era considerada uma organização subversiva e criminosa. Serão promulgadas leis penais para castigar os praticantes não-conformistas de formas ‘ultrapassadas’ de religião pré-conciliar que ameaçam a ‘paz’ mundial (a ordem ecuménica neo-pagã da Civilização do Amor) pelo seu apego divisivo a um exclusivismo dogmático que (como já se alega) leva a ‘perseguições’ inquisitoriais, guerras religiosas e cruzadas.

Oferecer-se-á aos Católicos uma alternativa, para que possam evitar as maçadas da perseguição e do martírio. A vasta maioria será levada pelo engano e cometerá apostasia. À semelhança do que hoje se passa na China, terão o seu latim, o seu incenso, a sua ‘Missa’, etc. - mas com a condição de estarem em comunhão com a igreja estabelecida - com a Roma que já nessa altura será apóstata. Serão obrigados a estar sujeitos ao papa impostor, cuja igreja falsa estará em comunhão com a Grande Igreja Ecuménica que unirá todas as religiões.

Os que tiverem a graça e a fortaleza de se manterem fiéis à Fé Católica recusar-se-ão a abandonar a verdadeira religião católica tradicional. Porque recusaram, serão tidos como fanáticos incorrigíveis e cismáticos obstinados. Serão desprezados por toda a parte como inimigos da Civilização do Amor, e serão acusados pelo fracasso da Nova Ordem Mundial em alcançar paz, amor, unidade e harmonia universais. O seu destino é-nos mostrado pela visão do Terceiro Segredo: o Papa, o clero e os Católicos fiéis serão sistematicamente perseguidos e brutalmente exterminados por se recusarem a abraçar a falsa religião do Ecumenismo e da Liberdade Religiosa, princípios estes que foram vigorosa e explicitamente condenados pela Igreja Católica nas declarações pré-conciliares de Papas como Pio IX no Syllabus, Pio XI na Mortalium Animos e Gregório XVI na Mirari vos.
S. Metódio (†358) escreveu, acerca desta perseguição: "Chegará o tempo em que os inimigos de Cristo se hão-de vangloriar: ‘Sujeitámos a terra e todos os seus habitantes, e os Cristãos não podem escapar das nossas mãos.’"
Segundo S. Cesário de Arles (469-543), "haverá uma grande carnificina ... os altares e os templos serão destruídos ... os pastores da Igreja abandonarão os seus púlpitos, e a própria Igreja será despojada de tudo quanto é temporal."
Particularmente significativa é a profecia do Bispo George Michael Wittman (†1833):
Ai de mim! Vêm aí dias tristes para a Santa Igreja de Jesus Cristo. A Paixão de Jesus será renovada da maneira mais dolorosa na Igreja e no seu Chefe Supremo. Em todas as partes do mundo haverá guerras e revoluções, e correrá muito sangue. Angústias, desastres e pobreza serão grandes por toda a parte, porque as doenças pestilenciais, a carestia e outras desgraças seguir-se-ão umas às outras.
Mãos violentas serão postas sobre o Chefe Supremo da Igreja Católica: bispos e padres serão perseguidos, e um cisma será provocado, e reinará a confusão por todas as classes. Virão tempos tão preeminentemente maus, que parecerá que os inimigos de Cristo e da Sua Santa Igreja, que Ele fundou com o Seu Sangue, estão prestes a triunfar sobre Ela ... As sociedades secretas causarão grande ruína, e exercerão um poder monetário espantoso, e através dele muitos ficarão cegos, e infectados com os erros mais horríveis: todavia, tudo isto de nada lhes valerá ... não podem abalar a rocha sobre a qual Cristo fundou a Sua Igreja: ‘Portae inferi non praevalebunt’.
Anna Katarina Emmerich (1774-1824), freira agostinha alemã que foi estigmatizada, profetizou igualmente a vinda da "falsa igreja da escuridão":
"Vi uma igreja estranha a ser construída contra todas as regras ... como também a nova igreja heterodoxa de Roma. A Igreja está em grande perigo. Estão já a exigir algo dele (do Papa). A doutrina protestante e a dos Gregos cismáticos espalhar-se-ão por toda a parte... A Igreja está a ser minada com grande sagacidade. Vi que muitos pastores deixaram-se levar por ideias perigosas à Igreja. Estavam a construir uma Igreja grande, estranha e extravagante. Toda a gente seria admitida nela para estarem todos unidos e com direitos iguais: Evangélicos, Católicos, seitas de todo o género. Assim viria a ser a nova Igreja."
A Irmã Emmerich resumiu assim a sua descrição da tribulação da Igreja: "Naqueles dias, a Fé cairá muito baixo, e só se conservará nalguns lugares, nalgumas casas de campo e nalgumas famílias que Deus protegeu dos desastres e das guerras."
A Igreja Católica, evidentemente, não será a verdadeira causa do fracasso da Civilização do Amor. Será assim entendido pelas nações apóstatas e infieis do mundo porque a Fé da Igreja constituirá o testemunho contra a ausência de Deus da Nova Ordem Mundial. Precisamente porque os apóstatas serão despojados da luz da Fé e dos dons do Espírito Santo é que, na cegueira do seu intelecto escurecido, deixarão de compreender a verdade ensinada por Santo Agostinho - que a Cidade do Homem, sem Deus, não pode consistir na paz porque não tem fé e é perversa na sua rebelião contra Deus, e fará com que a cólera de Deus caia sobre si.

Haverá uma grande apostasia. Está profetizada nas Sagradas Escrituras. (2 Tess. 2:3) Está mencionado em muitas profecias dos Santos e aparições da Santíssima Virgem, e está revelado no Terceiro Segredo de Fátima. A apostasia é uma parte grande e integral daquilo a que S. Paulo chamava "mistério da impiedade [que] já está operando vigorosamente". (2Tess. 2:7) É, de facto, um mistério, porque o mal é em si um mistério; mas não é mistério a razão por que o aparelho de estado do Vaticano, dirigido pelo Cardeal Angelo Sodano, não quer que os fiéis católicos saibam do conteúdo do Terceiro Segredo, no que se refere à apostasia. Não é porque eles não querem que se confunda "a profecia religiosa com o sensacionalismo", como falsamente disse o Cardeal Ratzinger em 1984. Não é para o bem da Igreja e a salvação das almas; mas é antes para que eles não sejam censurados, e para defender a sua estratégia modernista e as suas próprias carreiras eclesiásticas que se conluiaram diabolicamente para evitar a publicação das "palavras que Nossa Senhora confiou aos três pastorinhos, como Segredo, na Cova da Iria."2 São eles, afinal, os que promovem os ensinamentos condenados do Ecumenismo e da Liberdade Religiosa em nome do Vaticano II, e que querem fazer destes erros condenados a pedra angular da nova religião, a que o Cardeal Benelli chamou Igreja Conciliar, com a sua Nova Evangelização e a sua Civilização do Amor. O Terceiro Segredo de Fátima é um libelo acusatório contra eles, e crava uma estaca no coração da falsa igreja.

Como já fiz notar, é um mistério como quase toda a Igreja cairia na apostasia. Tal coisa nunca poderia suceder numa Igreja em que os fiéis estivessem bem instruídos na Doutrina Cristã tradicional e na prática das virtudes cristãs. Não será a Nova Evangelização, mas a fidelidade à Tradição, que conservará um resto de Católicos na Fé, como explicou S. Vicente de Lérins: "O que fará o Católico ... se algum novo contágio tentar envenenar, não apenas uma pequena parte da Igreja, mas toda a Igreja de uma só vez? Nessa altura, a sua grande preocupação será manter-se ligado às coisas antigas, que já não podem ser desencaminhadas por alguma novidade mentirosa."

Infelizmente, os Católicos hoje não estão bem instruídos na Tradição católica da antiguidade ou na ortodoxia do catecismo tradicional, mas, pelo contrário, no novo catecismo do ‘magistério vivo’ e da ‘tradição viva’ da Igreja Conciliar e da Nova Evangelização. A ‘renovação postconciliar’ que foi trazida pelo aggiornamento, a implementação das reformas postconciliares, produziram a ‘perda da Fé’ e a ‘desorientação diabólica’ a que o antigo Bispo de Fátima (D. Alberto Cosme do Amaral) e a Irmã Lúcia se referiram como sendo o ponto central do Terceiro Segredo of Fátima.
"A desorientação é diabólica – escreveu a Irmã Lúcia [29-12-1969]; "Não se deixe enganar." A desorientação é doutrinal: "em estes tempos de desorientação diabólica, nos não deixemos enganar por falsas doutrinas." [12-4-1970] É um "cancro" na Igreja [29-5-1970] que afecta "sacerdotes" e "almas consagradas" que "andam transviadas": "É doloroso – escreveu a Irmã Lúcia [16-9-1970] – ver tanta desorientação, e em tantas pessoas que ocupam lugares de responsabilidade! (…) andam cegos a guiar outros cegos". Portanto, são os que ocupam as posições mais elevadas na Cúria Romana quem abriu caminho à Grande Apostasia.

Padre Joaquín Alonso, que foi o arquivista oficial de Fátima durante dezasseis anos, acertou em cheio quando disse: "Seria, então de toda a probabilidade que (…) o texto [do Terceiro Segredo] faça referências concretas à crise da Fé na Igreja e à negligência dos Seus próprios Pastores [e às] lutas intestinas no seio da própria Igreja e de graves negligências pastorais por parte das altas Hierarquias."
"Poucas semanas antes de morrer, – como escreveu Frei Michel da Santíssima Trindade – [o Padre Alonso], prudentemente, deu a ideia de justificar o silêncio de Roma (quanto ao Terceiro Segredo) ao escrever estas linhas de uma clarividência notável:
Uma revelação inoportuna do texto apenas exasperaria ainda mais as duas tendências que continuam a dividir a Igreja: um tradicionalismo que crê ser apoiado pelas profecias de Fátima, e um progressismo que atacaria violentamente estas aparições, que pareceriam, de uma maneira tão escandalosa, travar o progresso da Igreja conciliar... O Papa Paulo VI julgou oportuno e prudente adiar a revelação do texto para dias melhores. O Papa João XXIII declarou que o texto não se referia ao seu pontificado. ... E os Papas seguintes consideraram que não tinha chegado o momento de levantar o véu do mistério, em circunstâncias em que a Igreja ainda não tinha superado o impacto assustador de vinte anos postconciliares, durante os quais a crise da Fé se instalou a todos os níveis. (sublinhado meu)
Aqui está o libelo acusatório contra o aparelho de estado do Vaticano a respeito do Terceiro Segredo: os que ocupam os cargos de autoridade mais altos é que são, na sua negligência, os responsáveis pela desorientação diabólica na Igreja, e o resultado é que "a crise da Fé se instalou a todos os níveis." É literalmente verdade que a desorientação diabólica se instalou na Igreja a todos os níveis, incluindo o mais alto nível. A prova disto é que se ensinam heresias ao mais alto nível em Roma: em nome do ‘magistério vivo’ e da ‘tradição viva’ da ‘Igreja’, o sentido e a compreensão do dogma definido estão a ser mudados.

Aqui está um dos muitos exemplos de heresia que estão a ser ensinados ao mais alto nível na Igreja, como se de doutrina católica se tratasse: o Catecismo Católico ensinou sempre, como parte da doutrina cristã, que o Antigo Testamento terminava com o início do Novo Testamento, que o substituía. Esta é a doutrina da Fé universal e perpétua da Igreja Católica. É ensinada numa multidão de catecismos, manuais de doutrina cristã e tratados de teologia, aprovados pela autoridade eclesiástica e pontifícia, e garantidos como estando livres de erros doutrinais. É também expressamente o ensino apostólico das Sagradas Escrituras. S. Paulo, escrevendo especificamente sobre o tema da relação entre o Velho Testamento e o Novo, cita Jeremias: "Contrairei com a casa de Israel, e com a casa de Judá, uma nova aliança: não como a aliança que Eu fiz com os seus pais ..." (Heb. 8:8-9) S. Paulo explica então, sob a inspiração infalível do Espírito Santo: "Chamando-a nova, Ele deu por antiquada a primeira. E o que é antiquado e envelhece, está a chegar ao fim." (Heb. 8:13) O fim [aphanismou] tem o sentido de ‘destruição’. (aphanismos ‘desaparecimento’; ‘destruição’. Heb. 8:13)3

A doutrina da supressão do Velho Testamento pelo Novo é um artigo definido da Fé Católica. Na Profissão de Fé solene do Concílio Ecuménico de Florença, sob a autoridade do Papa Eugénio IV, lê-se:
A sacrossanta Igreja Romana ... crê firmemente, professa, e ensina que a matéria pertencente ao Velho Testamento, da Lei Mosaica, dividida em cerimónias, ritos sagrados, sacrifícios e sacramentos, porque foram estabelecidos para significar algo no futuro, embora fossem adequados ao culto divino naquele tempo, depois da vinda de Nosso Senhor, que eles significavam, cessaram, e os sacramentos do Novo Testamento começaram; ... Todos aqueles, portanto, que a partir desta altura observam a circuncisão e o dia de Sábado e as demais obrigações da lei, [a Igreja Romana] declara-os afastados da Fé Cristã e de modo algum capazes de participar na salvação eterna, a não ser que um dia abandonem estes erros. (D.S. 1348)

A nova doutrina da Igreja Conciliar opõe-se directamente a este dogma da Fé Católica. Em 17 de Novembro de 1980, o Papa João Paulo II declarou, numa alocução à comunidade judaica de Mainz, na Alemanha, que a "Velha Aliança" nunca tinha sido "revogada por Deus." Isto é heresia. Continua a ser heresia, apesar de ser a doutrina "oficial" do Vaticano (será do Vaticano, mas não da Igreja Católica Romana), apresentada nas Notas sobre a maneira correcta de apresentar os Judeus e o Judaísmo na pregação e na catequese da Igreja Católica Romana, de 1985. O documento declara, no terceiro parágrafo, que o Judaísmo é uma "realidade presente", e não uma "realidade histórica" ultrapassada. O documento cita a autoridade de João Paulo II e cita as palavras do seu discurso, acima mencionado, em que João Paulo II fala do "povo de Deus e da Velha Aliança que nunca foi revogada." John Vennari sublinhou, num artigo recente, que, "Em vez de declarar que as Notas interpretavam mal as suas palavras, João Paulo, pelo contrário, falou do seu apoio incondicional ao documento" em 28 de Outubro de 1985. Da mesma maneira, a Conferência Episcopal dos Estados Unidos caiu na mesma heresia no seu documento A Misericórdia de Deus dura para sempre: Directivas sobre a apresentação dos Judeus e do Judaísmo na pregação católica. O documento cita as palavras do Papa, de que a Velha Aliança "nunca fora revogada", para apoiar a heresia de que Cristo não suplantou a Velha Aliança ao estabelecer a ‘Nova e Eterna Aliança’.4 Eis aqui um exemplo, entre muitos, da desorientação diabólica ao nível mais alto da Igreja.
A Sagrada Doutrina da Fé Católica é imutável, pela sua própria natureza. Isto foi claramente declarado pelo Primeiro Concílio do Vaticano na Dei Filius (Sessão II, Cap. IV), nos seguintes termos:
Pois a doutrina da Fé, que Deus revelou ... foi entregue à Espôsa de Cristo como um depósito divino, para ser por ela fielmente guardada e infalívelmente ensinada. Daí segue que sempre se deve ter por verdadeiro sentido dos dogmas aquêle que a Santa Madre Igreja uma vez tenha declarado, não sendo jamais permitido, nem a título de uma inteligência mais elevada, afastar-se dêste sentido.
Cresçam, pois, e multipliquem-se abundantemente, tanto em cada um como em todos, tanto no homem individual como em tôda a Igreja, segundo o progresso das idades e dos séculos, a inteligência, a ciência e a sabedoria, mas sòmente no seu gênero, isto é, na mesma doutrina, no mesmo sentido e no mesmo pensamento. (S.Vicente de Lirino) [D.S. 3020]
O Papa Gregório XVI declarou a todos os Bispos do mundo católico na Encíclica Mirari vos: "nada do que foi regularmente definido pode ser diminuído, alterado ou acrescentado, e recusa toda e qualquer alteração de sentido, ou até de palavras." Quem quer que mude, altere ou modifique o sentido ou o significado dos artigos da Fé definidos cai na heresia e incorre no anátema promulgado pelo Primeiro Concílio do Vaticano: "Se alguém disser que é possível que se atribua, por vezes, aos dogmas declarados pela Igreja um significado de acordo com o progresso da ciência, diferente do que a Igreja compreendeu e compreende: seja anátema." [D.S. 3043]

NNotas
  1. Irmã Lúcia, carta de 29-5-1970.


  2. Comunicado de imprensa do Vaticano à UPI em Fevereiro de 1960.


  3. Joseph Henry Thayer; A Greek-English Lexicon of the New Testament, Grand Rapids, 1982, p. 88.


  4. John Vennari, "The Attack on the Oberammergau Passion Play", Parte III, Catholic Family News, Julho 2003.

Extraído de: http://www.fatima.org/port/resources/cr74grande.asp 

***

domingo, 31 de março de 2013

Papa Francisco Iº - Homofóbico, Maçon. Criminoso e Jesuíta

Muitos além das "teorias conspiranóicas" tão populares em nossos dias, perdidos nos nevoeiros do furacão do tempo, existiram e ainda existem os "oráculos", os "conectores", os "médiunms" e "senstivivos", os "profetas"  e suas "profecias", assim como sempre também existiram falsários, pilantras, estelionatários, adulteradores, ladrões e charlatães.

Sejam essas profecias bíblicas, nostradâmicas ou oriundas de figuras mediúnicas de alta capacidade como o foi São Malaquias, muito além dos clichês e papelões que vão desde o "calendário maya" e seu "apocalipse" em 2012 (que agora seguramente encontrará uma justificativa para ser adiado para 2025, 2039 ou 2050) até a "super-nave do General Sheran" que virá nos "salvar", eventos de índole estranha tem se materializado na superfície do globo terrestre, mais precisamente em nossa sociedade ocidental. Claro que se você é um assíduo "telespectador de TV" ou "leitor de jornais", num deve concordar com nada disso, uma vez sua realidade é apenas a repetição da "programação de ontem".(Piorada)

Eu não queria escrever sobre o "tema da semana" por que não é a minha cara, mas quando as informações chegam até você sem que você tenha o mínimo trabalho para estar em contato com elas é sinal que seus Guias e Mentores Espirituais esperam que você faça alguma coisa sobre isso. Para quem conhece esse blog, para quem realmente me conhece e lê o que sinto e escrevo, assim como o que estudo, busco, pesquiso e acima de tudo para aqueles que conhecem Minha Missão nesse planeta (está escrita na capa superior desse humilde blog), existe sujeira demais acontecendo em distintos níveis de nossa história e planos de consciência nesse exato momento, para que eu permaneça em silêncio e me dedique a "contemplação".

Ao contrário do que dizem os meios convencionais de notícias a "renúncia" de Josep Hatzinger não foi simplesmente por "motivos de idade ou saúde", mais do que uma estratégia para adiar seu encarceramento uma vez que foi dada a ele como chefe da igreja católica voz de prisão e uma pena em regime fechado por responsabilidade sobre crimes pepetrados contra a humanidade. (Saiba mais aqui).




Não é por acaso que o novo papa, (amigo íntimo do antigo e que também sempre esteve involucrado em sociedades secretas e semi-secretas como os Beneditinos ou os Jesuítas) tem sido exibido nos grandes meios de comunicação como : 
"papa dos pobres"    (plim-plim).

(Se você tivesse em seus planos acabar com a classe média, com a propriedade privada, criar uma moeda e um governo único e micro-chipar a população mundial, com qual classe-social você faria média e puxaria-o-saco??)

Não é por acaso que o novo Pontífice é "latino" (ainda que seu sobrenome seja Italiano e sua mente ideológico-filosófico-política esteja banhada em ideais da extrema direita conservadora), não é por acaso que seu pontificado começou em 13/03/2013, não é por acaso que nazis e jesuítas, assim como o grosso de todas as sociedades secretas que abundam no cume da pirâmide social e nas elites, praticavam os mesmos rituais de adoração, de invocação e idolatria de seres astrais poderosos e que apesar de "adorados" e "temidos", não são "Deuses".

A palavara usada nas profecias: "papa negro", não é referente a cor da pele do sujeito, mas sim as prácticas de magia negra, levadas a cabo por esses "Jesuítas".

No vídeo abaixo você pode ver o momento em que o Papa está indo ser apresentado como líder dos católicos e antes de apresentar-se, faz o sinal maçon conhecido como: Fellowcraft hand-shake, ou o "Cumprimento do Companheiro Artífice". Diversas personalidades do mundo da política, da música, da arte, das forças armadas entre outras áreas, que são membros de sociedades secretas, com frequência posam em fotos e são flagradas fazendo esse mesmo cumprimento/sinal maçônico.



Seria o papa um agente duplo? O FATO é que segundos antes de jurar "fidelidade" a seus companheiros e fiéis católicos, ele estava jurando fidelidade a seus colegas jesuítas e irmãos maçons. E contra fatos, não existem argumentos. 



E quanto mais você pesquisa, tanto sobre a figura e biografia de "sua santidade", tanto como os detalhes numerológicos, arquitetônicos e figurativos, usados pelos Illuminatis em datas, rituais e cerimônias, mais compreende e enxerga o desenvolver da Agenda Esotérica e a mente genial malígna desses senhores caquéticos dementes, que controlam o nosso mundo imprimindo notas, hipnotizando as massas na base de fantasias eróticas e hecatômbicas "ameaças-terroristas," da mesma maneira que adolescentes "brincam com fogos" e passam a mão na bunda das meninas durante o baile da "quadrilha", em "noite de São João".







As redes de relacionamento como o facebook estão repletas de banners, fotos, frases, dizeres e notícias, que formam as declarações preconceituosas, machistas e homofóbicas do atual "hermano" na cadeira de são Pedro.




Católicos de todas as idades, quando questionados sobre os escândalos de pedofília, sequestro e acoço de crianças tendo como responsáveis membros da cúpula de sua amada Igreja, desconversam ou repetem bordões como "quem nunca pecou, que atire a primeira pedra". (Como se atirar pedras em um "velho sacerdote" degenerado, resolvesse o problema de pedofilia e revelasse a verdade sobre o por que estes casos de pedofilia acontecem e sempre aconteceram entre os padres da igreja. 


Sabemos que esses casos estão diretamente ligados com rituais de satanismo, sacrifício de seres humanos, rituais de energía sexual e sacrifício de crianças e que um dos motivos do "celibato" ser obrigatório é justamente reprimir a energía sexual de maneira que ela se torne desarmônica, enferma e descontrolada).

Mas vamos a tema do post de hoje que é o Papa Francisco Iº. 


Os meios de comunicação afirmaram que o Papa Argentino havia elegido seu nome em homenagem São Francisco de Assis. Ele Mesmo quando dá explicação a respeito, fala de são Francisco Xavier, de São Francisco de Assis, rodeia, tenta ser simpático e cativar as massas com seu italiano impecável, mas o que ele mais afirma e diz claramente, mais que tudo é que: o tempo todo não para de escutar em sua cabeça, alguém dizer: "os pobres", "Os pobres", "Os Pobres".... Provavelmente, temos aí um papa "médium" (ou esquizofrênico" como diriam os "Barões-de-branco-da-farmáfia-indústria").

Existem alguns dados interessantes que tem que ser considerados:





O Nome "Francisco" vem do germânico e curiosamente significa "Homem Livre". Oras, é sabido por todos que os nossos caros maçons oriundos dos templários, (mas segundo a família real britânica, "oficialmente fundado" no século XVII) eram pedreiros que se faziam chamar: "Pedreiros-Livres"que em inglês é "Free Mason".

Semântica e Menemônicamente ambas as coisas seguem conectadas:

"Francisco" x "Free-Mason", "Homem-Livre"x "Pedreiros-Livres".

Não é novidade que a figura em questão é membro do club Rotary que é um clube social que seu auto intitula "maior ong do mundo", que é membro permanente da "ONU" e que em realidade foi criado para recrutar pessoas para os graus superiores da maçonaria.

Em seu país de orígem o atual papa é acusado de ter sido cúmplice no roubo e sequestro de crianças rescém nascidas desaparecidas durante a ditadura militar argentina e de ter dificultado a busca de desaparecidos, perpetradas por aquelas que ficariam conhecidas como: "As Avós da Praça de Maio"; Senhoras de idade que percorriam as delegacias, as igrejas, os Hospitais e os necrotérios em busca de notícias sobre o paradeiros de seus netos perseguidos pela ditadura.



Intimamente o "Papa Francisco Iº" é conhecido por seu comportamento e comentários depreciativos, assim como as declarações virulentas a respeito  dos homosexuais, as mulheres e todas as minorías. 

O fato de ele alardear de maneira exagerada sobre os pobres, beijar paralítcos, não adornar-se de ouro (como fazia o o outro papa-nazi), desejar uma "igreja paupérrima para os pobres" e toda a ladainha que as imprensas tem explorado para calsificar em nossas mentes a imagem de um "homem bom" e "virtuoso" não é real e mais do que isso é friamente desenhada e calculada para gerar todos esses efeitos "placebos-positivos" que tem gerado nas pessoas, católicas e não católicas. Em palavras simples meus Amigos: 

vocês estão sendo feito de otários! 

Na foto abaixo temos um exemplo típico de como o figurino e o cenário são preparados para causar essas diferentes impressões previsíveis que tem causado e são propagadas e reproduzidas pelos meios de comunicação com dizeres do tipo: "Sai o papa das Elites Germanas" coberto de ouro, Entra o "sudaka-virtuoso" franciscano, que não está nem aí pro luxo e pro consumo!" (Ahan, e viva a "Nova Era!")




As pessoas que não se interessam e não compreendem como funciona o universo ritualístico das sociedades secretas que governam o mundo, não tem condições de entender o que realmente está passando e por isso ao invés de darem "opiniões", deveriam aproveitar novas oportunidades ficando em silêncio e tentando aprender. 

Os jovens universitários ignorantes da classe média, que hoje em dia estão se tornando "semi-famosos" e abundam no brasil se auto intitulando como "Libertários" ou "Anarco-capitalistas" e que são basicamente um grupo de menos de 10 mil pessoas que formam os públicos de universitários que são alunos, admiradores ou leitores de gente como Olavo de Carvalho, feroz defensor do catolicismo e do pensamento neo liberal anglo americano, sempre escrevem comentários nesse blog tentando me agredir ou argumentar a favor dessa mentalidade religiosa burguesa, que propagandea o "perigo-vermelho" dos governos socialistas, e desconversa quando questionado sobre a pedofília na Igreja Católica.

Ontem mesmo tive uma discussão no facebook, com uma tia avó minha, a Áurea Virgínia, que havia postado uma foto dizendo sentir "orgulho de ser católica". Eu a questionei sobre esse orgulho e a sobre a biografia da Igreja católica. A resposta dela foi esquivar-se com argumentos do tipo "quem nunca pecou que atire a primeira pedra" e a essa altura, ela já deve ter me bloqueado.

O que mais me admira na postura dessas pessoas que comungam ou compactuam com o catolicismo e com toda essa palhaçada de "bispos, padres, vigários e papas" e que sustentam suas demências, guerras e orgías com o dinheiro da doação de seus fiéis e por se intitularem "represetantes de deus na terra" ficam isentos da obrigação que todo cidadão tem de pagar impostos, é a tremenda cara de pau que eles tem de "argumentar" e discutir sem ter nenhum conhecimento.

Sobre os Jesuítas

Na escola, nos ensinam que graças aos "jesuítas" os Índios foram catequizados e hoje somos uma "civilização". 

Essa não é a verdade sobre os Jesuítas. 

Se você pesquisa sobre eles, descobre que (assim como os templários) os jesuístas são uma ORGANIZAÇÃO MILITAR-RELIGIOSA. Seus cabeças e comandantes não são necessariamente "curas", "padres" ou catequistas, mas sim Militares de alta patente como Generais, pessoas versadas em estratégias de guerra, invasão de países dominar e subjugar povos. 
O que nas escolas nos ensinaram ser a "catequese" ou o "catecismo" desses índios, a "conversão" deles a uma religião até então por eles desconhecida, em verdade era bastante parecido com as CHACINAS que temos hoje acontecendo em periferías do brasil, principalmente em Rio de janeiro e São Paulo, para deleite dos editores dos grandes jornalões. 

Esse "catecismo", era a mesma lavagem cerebral religiosa doutrinante feita hoje em dia pelas igrejas da teologia da prosperidade porém com outros mecanismos de sedução e controle e com a diferença de que no caso dos jesuítas e os indios, essa lavagem cerebral era feita com um pouco menos de refinamento e mais agressividade, mas apesar de meios distintos, as finalidades eram as mesmas.

Algumas frases célebres de sua santidade ao longo da vida, revelam o teor fanfarrão, moralista, racista, preconceituoso e elitista que forma as principais características de sua personalidade.

Sobre o matrimônio igualitário disse:

- "Não sejamos ingênuos! Não se trata de uma simples luta política, mas de uma pretensão destrutiva contra o Plano de Deus".

-Está em jogo a identidade e a sobrevivência da família, pai, mãe e filhos. Está em jogo a vida de tantas crianças que serão discriminadas de ante mão privando-os do amadurecimento humano que deus queria dar a ele com um pai e uma mãe. Está em jogo o rechaço frontal a ley de deus gravada em nossos corações!" 

É provável que sua santidade se esqueça que todas essas crianças adotadas e educadas por casais de homosexuais, com certeza foram feitas e abandonadas por casais de pais hetero-sexuais.

Sobre o Aborto, é contra inclusive em casos de violação e diz:
"Se percebe uma vez mais que se avança deliberadamente em limitar e elimiar o valor supremo da vida e ignorar os direitos de nascer das crianças".

Não posso deixar de pensar, (mesmo sabendo que meu pensamento é mentira), que;

Se as intenções e declarações do novo papa forem sinceras, não faz sentido manter a sede da Multinacional católica no vaticano, em plena Itália. O mais lógico seria mudar a sede da "enterprise" para o Quênia, ou Tanzânia, ou qualquer um dos outros países POBRES (emergente não vale!!) devastados pela miséria e pela ignorância, gerada pela má administração política, pela corrupção generalizada e por essa e por outras religiões como o judaísmo e o Islamismo.

Estou seguro de que, com a venda dos quadros, coleções e obras de artes pertencentes a igreja e de repente o arrendamento ou aluguel por temporada da área do vaticano para festas, eventos, casamentos, gravação de comerciais, filmes, sem contar as parcerias que podem ser feitas com as agências de turismo, hotéis e outras formas de hospedagens para turistas e etc, a renda gerada poderia criar a nova sede da "enterprise católica" nos continentes devastados pela pobreza que o papa Francisco Iº tanto fala e repete que adora e de quebra ainda trazer um melhor padrão de vida para aquelas pessoas, uma vez que os dízimos doados por todos, não devem ser suficientes para solucionar problemas sociais, ainda que o seja para manter o luxo, o glamour e as mentiras sustentadas por essas figuras.

Toda vez que eu vejo alguma declaração ou foto desse novo papa, me da vontade de dar um tiro de escopeta na cabeça das pessoas que escutam ele e o adoram, sem fazer perguntas, menos ainda sem questionar nenhuma dessas declarações, cheias de contradições absurdas e mentiras escancaradas que esse senhor verbaliza para agradar as massas, sem que ele mesmo ou essa, leve em conta se o que é dito faz sentido, é mentira ou verdade.


Porra Bergoglio! se você quer tanto uma Igreja Pobre e para os Pobres, e agora você é o Papa, por que você não vende essa merda toda e acaba com a pobreza?!?!?!

Há tá; Acho que agora eu entendi, você não quer ACABAR COM A POBREZA, você quer perpetuar e espalhar ela pelo mundo, não é isso?!?! Por isso que você não para de falar um minuto em "uma Igreja para os pobres?!?!"


Convenhamos leitores: É fácil pruma figura que ninguém "nunca viu mais gorda", aparecer dizendo que "ama os pobres" e assim ganhar a simpatia das massas (ainda mais uma massa burra primitiva, como é o caso do planeta terra).

Isso não vai mudar a realidade do planeta, nem da nossa política, do nosso sistema, nem a sua e nem a minha realidade, menos ainda a realidade das crianças do mundo ou até mesmo da própria Igreja Católica ou por fim, a realidade dos desgraçados que precisam ser felizes. Essas coisas são feitas e mantidas justamente para que tudo esteja como sempre foi, nas mãos de quem sempre esteve.

É ridículo num mundo com tanta fartura de recursos, com tanta gente bonita e criativa, um chefe de uma instituição como a igreja católica aparecer "amando os pobres", uma vez que SEM A POBREZA, AS IGREJAS JAMAIS EXISTIRIAM.

O mais coerente com a era que estamos vivendo, não é um papa que se limite a "amar os pobres", mas sim um papa que conscientize esses pobres sobre quem são banqueiros, monarcas, políticos e etc.

Essa seria a única maneira razoável de enxergar alguma possibilidade de mudança e sinceridade no "papa-hermano". Mas não, indiferente a todas as necessidades do mundo, o novo papa é um caudilho, um populista, um cínico, como Franco, como Getúlio Vargas e como centenas de outras figuras sem escrúpulos e sem moral, capaz de usarem a cabeça de qualquer um como degrau até o topo e assim foi feito pelo atual papa em seus tempos de cardeal na Argentina.

Além de ser acusado de roubar e acobertar o roubo de crianças, o senhor Bergoglio coleciona juízos e processos movidos pelas "Avós da Praça de Maio".


Estamos diante de uma das obras de hipocrisia e ficção mais eletrizantes de todos os tempos e o pior é que com a velocidade da internet, dirigir e sustentar esse teatro que as grandes redes de TV e meios de comunicação sustentam, torna-se uma tarefa impossível, que por vários momentos revela-se ora bizarro, ora macabro; O que transforma o deleite de ver desabando (ruindo e não sobrar pedra sobre pedra) esse milenar e mentiroso castelo de cartas chamado "cristianismo", em um "orgasmo cósmico".

O que vemos nos notíciários a respeito de tudo o que está passando na Igreja católica é apenas a ponta de um Ice Berg doloroso e inevitável. Uma verdadeira "caixa de pandora", que foi aberta pelo mordomo do papa e pelos arquivos conhecidos como "Vatileaks":

Documentos que comprovam o benefício, o conhecimento e a participação da igreja católica e do Estado do Vaticano e seus prinicipais membros, em casos escandalosos de diferentes tipos de corrupção moral e financeira.

Mais do que simplesmente fazer uma "pesquisa" e escrever sobre ela, revelando todos os podres do papa argentino e suas declarações homofóbicas machistas ou o fato de ser maçon, rotaryano e jesuíta, minha verdadeira vontade era apenas mandar as favas todas as pessoas que deixaram de usar seus corações, suas intuições e seus cérebros, para serem "obedientes", se identificarem com suas religiões e sustentarem as demências narcisistas de seus Líderes e o legado histórico de tradições que foram distorcidas para corromper e escravizar os homens, falsficar a Verdade e hoje chega ao final dos tempos.

Vale lembrar que as profecias existem por 2 motivos; Para se cumprirem e para serem evitadas.

É possível que a maioria de nós viva para ver o cumprimento das profecias de São Malaquías e de Nostradamus, que nos alerta para o fato de que haverá guerra entre as pessoas, quando revelada for a Verdade sobre a instituição católica, assim como o Vaticano será destruído e a Verdade será finalmente revelada, compreendida e assimilada, formando as bases para uma nova realidade.

Que Deus Abençoe a Todos. Que Deus Abençoe o Papa "Argentino".
Namastê

Ruy Mendes - Março de 2013
Extraído de: http://medicoanimosico.blogspot.com.br/search/label/Papa%20Francisco%20I%C2%BA%20%20Homof%C3%B3bico%20Ma%C3%A7on%20Criminoso%20e%20Jesu%C3%ADta%20papa%20negro%20nova%20ordem%20mundial%20illuminatis%20sociedades%20secretas%20rituais%20ma%C3%A7%C3%B4nicos

***

Papa Francisco Seria Maçom além de Jesuíta?

Postado por Caveira em 19 de jun de 2014 | quinta-feira, junho 19, 2014

Estão postando imagens do Papa Francisco com algo que a príncípio parece ser um crucifixo católico no pescoço, mas olhem bem as imagens.
Não é um crucifixo católico - é um esqueleto com os braços cruzados, numa posição típica de morte cercado por um rebanho de ovelhas. E que símbolo é esse? Bem, não há nenhum precedente bíblico para algo parecido com isso. Estranho não? 
Outra interpretação é que o esqueleto representa o antigo deus egípcio Osiris morto.
Osíris - Simplificando Osíris foi um deus da mitologia egípcia, associado à vegetação e a vida no Além.
.
.
(VIDA DO ALÉM? Espere ai!! então será que não existe mesmo reencarnação? Papa usando esse "crucifixo" estranho, Osíris, vida no além...Jesus, Messias. Messias? quem foi Messias? Como muitos aqui já devem ter visto em filmes bíblicos, quando Jesus começa a atrair Seguidores muitos começam a dizer que ele é Messias, teria sido Messias o Jesus em uma encarnação anterior??? Pensem com quiser)
Mas ao contrário do que dizem os meios convencionais de notícias a "renúncia" de Joseph Ratzinger não foi simplesmente por "motivos de idade ou saúde", mais do que uma estratégia para adiar seu encarceramento uma vez que teria sido dada a ele, como chefe da igreja católica romana voz de prisão e uma pena em regime fechado, por responsabilidade sobre crimes perpetrados contra a humanidade. 
Não é por acaso que o novo papa, (amigo íntimo do antigo e que também sempre esteve involucrado em sociedades secretas e semi-secretas como os Beneditinos ou os Jesuítas) tem sido exibido nos grandes meios de comunicação como: "papa dos pobres" (plim-plim).
Se você tivesse em seus planos acabar com a classe média do planeta, com a propriedade privada, criar uma moeda e um governo único e micro-chipar a população mundial, com qual classe-social você faria média e tentaria influenciar? E qual seria o continente mais fértil para esses planos?
Não é por acaso que o novo Pontífice é "latino" (ainda que seu sobrenome seja Italiano e sua mente ideológico-filosófico-política esteja banhada em ideais da extrema direita conservadora), não é por acaso que seu pontificado começou em 13/03/2013, não é por acaso que nazis e jesuítas, assim como o grosso de todas as sociedades secretas que abundam no cume da pirâmide social e nas elites, praticantes dos mesmos rituais de adoração, de invocação e idolatria de seres astrais poderosos e que apesar de "adorados" e "temidos", não são "deuses".
A palavra usada nas profecias: "papa negro", não é referente a cor da pele do pontífice, mas pode sim estar relacionadas as práticas de magia negra, levadas a cabo pelos "Jesuítas".

No vídeo abaixo podemos ver o momento em que o Papa está indo ser apresentado como líder dos católicos e antes de apresentar-se, faz o sinal maçom conhecido como: Fellowcraft hand-shake, ou o"Cumprimento do Companheiro Artífice". Diversas personalidades do mundo da política, da música, da arte, das forças armadas entre outras áreas, que são membros de sociedades secretas, com frequência posam em fotos e são flagradas fazendo esse mesmo cumprimento/sinal maçônico. Percebam: as figuras abaixo maçônicas fazem o gesto com a mão direita, IDENTICA ao que o Papa Francisco I fez no exato instante (imagem acima) em que se dirigia ao público para ser apresentado:

Seria o papa um agente duplo? 
O FATO é que segundos antes de jurar "fidelidade" a seus companheiros e fiéis católicos, ele estava jurando fidelidade a seus colegas jesuítas e irmãos maçons. E contra fatos, não existem argumentos. Vejamos no vídeo abaixo:


E quanto mais se pesquisa, tanto sobre a figura e biografia de "sua santidade", tanto como os detalhes numerológicos, arquitetônicos e figurativos, usados pelos supermaçons Illuminatis em datas, rituais e cerimônias, mais compreendemos e enxergamos o desenvolver da Agenda Esotérica e a mente genial maligna desses senhores caquéticos dementes, que controlam o nosso mundo imprimindo notas, hipnotizando as massas na base de fantasias eróticas e hecatômbicas, "ameaças-terroristas," da mesma maneira que adolescentes "brincam com fogos" e se divertem durante os baile das "quadrilhas", em "noites de Festas Juninas".
As redes de relacionamento como o facebook estão repletas de banners, fotos, frases, dizeres e notícias, que formam as dúvidas e revelações estranhas que permeiam o atual pontífice romano.
Baphomet Cristo Católico Romano
Católicos de todas as idades, quando questionados sobre os escândalos de pedofília, sequestro e sumiços de crianças tendo como responsáveis membros da alta cúpula de sua amada Igreja, desconversam ou repetem bordões como "quem nunca pecou, que atire a primeira pedra". (Como se atirar pedras em um "velho sacerdote" degenerado, resolvesse o problema de pedofilia) e revelasse a verdade sobre o por que estes casos de pedofilia acontecem e sempre aconteceram entre os padres dessa igreja.
Sabemos que a maioria desses casos estão diretamente ligados com rituais de satanismo, sacrifício de seres humanos, rituais de energia sexual e sacrifício de crianças e que um dos motivos do "celibato" ser obrigatório é justamente reprimir a energia sexual de maneira que ela se torne desarmônica, enferma e descontrolada.
Mas vamos ao tema do post de hoje que é o Papa Francisco Iº.
Os meios de comunicação afirmaram que o Papa Argentino havia elegido seu nome em homenagem a São Francisco de Assis. Ele Mesmo quando dá explicação a respeito, fala de São Francisco Xavier, de São Francisco de Assis, rodeia, tenta ser simpático e cativar as massas com seu italiano impecável, mas o que ele mais afirma e diz claramente, mais que tudo é que: o tempo todo não para de escutar em sua cabeça, alguém dizer: "os pobres", "Os pobres", "Os Pobres"... Provavelmente, temos aí um papa "sensitivo".
Existem alguns dados interessantes que também precisam ser considerados:

O Nome "Francisco" vem do germânico e curiosamente significa "Homem Livre". Oras, é sabido por todos que os maçons oriundos dos templários, (mas segundo a família real britânica, "oficialmente fundado" no século XVII) eram pedreiros (maçons) que se faziam chamar: "Pedreiros-Livres"que em inglês é "Free Mason".
Semântica e Menemônicamente ambas as coisas seguem conectadas:
"Francisco" x "Free-Mason", "Homem-Livre"x "Pedreiros-Livres".
Não é novidade que o pontífice romano em questão é membro do Rotary Club que é um clube social que seu auto intitula "como sendo a maior ONG do mundo", que é também membro permanente da "ONU" e que em realidade foi criado para recrutar pessoas para os graus superiores da maçonaria.
Em seu país de origem o atual papa é acusado de ter sido cúmplice no roubo e sequestro de crianças recém nascidas desaparecidas durante a ditadura militar argentina e de ter dificultado a busca de desaparecidos, perpetradas por aquelas que ficariam conhecidas como: "As Avós da Praça de Maio"; Senhoras de idade que percorriam as delegacias, as igrejas, os hospitais e os necrotérios em busca de notícias sobre o paradeiros de seus netos perseguidos pela ditadura argentina em que pese algumas matérias midiáticas tentando desmentir a situação pós ascensão do atual líder romanista ao pontificado.


O fato de ele alardear de maneira exagerada sobre os pobres, beijar paralíticos, não adornar-se de ouro (como fazia o papa anterior), desejar uma "igreja paupérrima para os pobres" e toda a ladainha que as mídias tem explorado para calcificar em nossas mentes a imagem de um "homem bom" e "virtuoso" não é real e mais do que isso é friamente desenhada e calculada para gerar todos esses efeitos "placebos-positivos" que tem gerado nas pessoas, católicas e não católicas. Em palavras simples meus Amigos: Muitos estão sendo literalmente enganados pela propaganda midiática!
Na foto abaixo temos um exemplo típico de como o figurino e o cenário são preparados para causar essas diferentes impressões previsíveis que tem causado e são propagadas e reproduzidas pelos meios de comunicação sionistas dos supermaçons iluminatis, com dizeres do tipo: "Sai o papa das Elites Germanas" coberto de ouro, Entra o "sudaka-virtuoso" franciscano, que não está nem aí pro luxo e pro consumo!" (e viva a "Nova Era!").
As pessoas que não se interessam e não compreendem como funciona o universo ritualístico das sociedades secretas que governam o mundo, não tem condições de entender o que realmente está se passando e por isso ao invés de darem "opiniões", deveriam aproveitar novas oportunidades ficando em silêncio e tentando aprender.
Os jovens universitários (grande parcela ignorantes) da classe média, que hoje em dia estão se tornando "semi-famosos" e abundam no Brasil se auto intitulando como "Libertários" ou "Anarco-capitalistas", muitos, ferozes defensores do catolicismo-protestantismo e do pensamento neo liberal anglo americano, sempre tentam agredir ideologicamente ou argumentam a favor dessa mentalidade religiosa burguesa, que propagandeia o "perigo-vermelho" dos governos socialistas, e desconversa quando questionado sobre a pedofília e sociedades secretas inseridas desde a alta cúpula da Igreja Católica romana.
O que mais nos admira na postura dessas pessoas que comungam ou compactuam com o catolicismo e com toda essa palhaçada de "bispos, padres, vigários e papas" (incluindo aqui muitos pastores protestantistas) e que sustentam suas demências, guerras e orgias com o dinheiro da doação de seus fiéis e por se intitularem "representantes de Deus na terra" ficando isentos da obrigação que todo cidadão tem de pagar impostos, é a tremenda cara de pau que eles tem de "argumentar" e discutir sem ter nenhum conhecimento.
Sobre os Jesuítas
Na escola, nos ensinam que graças aos "jesuítas" os Índios foram catequizados e hoje somos uma "civilização".
Essa não é a verdade sobre os Jesuítas.
Se alguém quiser pesquisar sobre eles, descobrirão que (assim como os templários) os jesuítas são uma ORGANIZAÇÃO MILITAR-RELIGIOSA. Seus cabeças e comandantes não são necessariamente "curias", "padres" ou catequistas, mas sim Militares de alta patente como Generais, pessoas versadas em estratégias de guerra, invasão de países dominação e subjugação de povos.

O que nas escolas nos ensinaram ser a "catequese" ou o "catecismo" desses índios, a "conversão" deles a uma religião até então por eles desconhecida, em verdade era bastante parecido com as CHACINAS que temos hoje acontecendo em periferias do Brasil, principalmente no Rio de janeiro e São Paulo, para deleite dos editores dos grandes jornalões.
Esse "catecismo", era a mesma lavagem cerebral religiosa doutrinante feita hoje em dia pelas igrejas da teologia da prosperidade, porém com outros mecanismos de sedução e controle e com a diferença de que no caso dos jesuítas e os índios, essa lavagem cerebral era feita com um pouco menos de refinamento e mais agressividade, mas apesar de meios distintos, as finalidades eram as mesmas.
Se as intenções e declarações do novo papa forem sinceras, não faz sentido manter a sede da Multinacional católica no vaticano, em plena Itália. O mais lógico seria mudar a sede da "enterprise" para o Quênia, ou Tanzânia, ou qualquer um dos outros países POBRES (emergentes não vale!) devastados pela miséria e pela ignorância, gerada pela má administração política, pela corrupção generalizada e por essa e por outras religiões como o judaísmo e o Islamismo.
Seguramente que, com a venda dos quadros, coleções e obras de artes pertencentes a igreja e de repente o arrendamento ou aluguel por temporada da área do vaticano para festas, eventos, casamentos, gravação de comerciais, filmes, sem contar as parcerias que podem ser feitas com as agências de turismo, hotéis e outras formas de hospedagens para turistas e etc, a renda gerada poderia criar a nova sede da "enterprise católica" nos continentes devastados pela pobreza que o papa Francisco Iº tanto fala e repete que adora e de quebra ainda trazer um melhor padrão de vida para aquelas pessoas, uma vez que os dízimos/ofertas doados por todos, não devem ser suficientes para solucionar problemas sociais, ainda que o seja para manter o luxo, o glamour e as mentiras sustentadas por essas figuras.
É impressionante ver como os católicos escutam ele e o adoram, sem sequer fazer perguntas, menos ainda sem questionar nenhuma dessas declarações, cheias de contradições absurdas e mentiras escancaradas que são verbalizadas para agradar as massas, sem que se leve em conta se o que é dito faz sentido, é mentira ou verdade.
Convenhamos leitores: É fácil aparecer dizendo que "ama os pobres" e assim ganhar a simpatia das massas (ainda mais uma massa ignorante e primitiva, como é o caso do planeta terra).
Isso não vai mudar a realidade do planeta, nem da nossa política, do nosso sistema, nem a sua e nem a minha realidade, menos ainda a realidade das crianças do mundo ou até mesmo da própria Igreja Católica ou por fim, a realidade dos desgraçados que precisam ser felizes. Essas coisas são feitas e mantidas justamente para que tudo esteja como sempre foi, nas mãos de quem sempre esteve.
É ridículo num mundo com tanta fartura de recursos, com tanta gente bonita e criativa, um chefe de uma instituição como a igreja católica aparecer "amando os pobres", uma vez que SEM A POBREZA, AS IGREJAS JAMAIS EXISTIRIAM.
O mais coerente com a era que estamos vivendo, não é um papa que se limite a "amar os pobres", mas sim um papa que conscientize esses pobres sobre quem são banqueiros, monarcas, políticos e etc… e que estão a todo custo tentando implantar um governo único mundial com a denominada NOVA ORDEM MUNDIAL e não clamar por uma autoridade única como fez diversas vezes o Bispo de Roma anterior.
Essa seria a única maneira razoável de enxergar alguma possibilidade de mudança e sinceridade no "papa-hermano". Mas não, indiferente a todas as necessidades do mundo, o novo papa é um caudilho, um populista, um cínico, como Franco, como Getúlio Vargas e como centenas de outras figuras sem escrúpulos e sem moral, capaz de usarem a cabeça de qualquer um como degrau até o topo e assim foi feito pelo atual papa em seus tempos de cardeal na Argentina, conforme diversos noticiários midiáticos.
Além de ser acusado de roubar e acobertar o roubo de crianças, o senhor Bergoglio coleciona juízos e processos movidos pelas "Avós da Praça de Maio:
Estamos diante de uma das obras de hipocrisia e ficção mais eletrizantes de todos os tempos e o pior é que com a velocidade da internet, dirigir e sustentar esse teatro que as grandes redes de TV e meios de comunicação sustentam, torna-se uma tarefa impossível, que por vários momentos revela-se ora bizarro, ora macabro.
O que vemos nos noticiários a respeito de tudo o que está passando na Igreja católica é apenas a ponta de um Iceberg doloroso e inevitável. Uma verdadeira "caixa de pandora", que foi aberta pelo mordomo do papa e pelos arquivos conhecidos como "Vatileaks":
Documentos que comprovam o benefício, o conhecimento e a participação da igreja católica e do Estado do Vaticano e seus principais membros, em casos escandalosos de diferentes tipos de corrupção moral e financeira e associação com a Maçonaria e outras sociedades secretas.
Mais do que simplesmente fazer uma "pesquisa" e escrever sobre ela, revelando todos os podres do papa argentino e o fato dele possivelmente ser maçom, rotariano e jesuíta conforme demonstrado nas imagens e vídeos acima e nos links abaixo, minha verdadeira vontade seria apenas mandar as favas todos aqueles que deixaram de usar seus corações, suas intuições e seus cérebros, para serem "obedientes cegos", se identificando com suas religiões e sustentando as demências narcisistas de seus Líderes e o legado histórico de tradições que foram distorcidas para corromper e escravizar os homens, falsificar a Verdade e que hoje chega até ao topo final nesse tempo.
 
Extraído de: http://obscuraverdade.blogspot.com.br/2014/06/papa-francisco-seria-macom-alem-de.html
 

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário