ALGUNS CONSELHOS PARA UM “PAPA” DESESPERADO - por Kevin Annett

Clique aqui para comentar esta publicação




Alguns Conselhos para um “Papa” Desesperado

Publicado em 12 de junho de 2015

Caro Jorge,

Eu espero que você não me leve a mal se eu lhe disser que você está ficando cada vez mais desnorteado a cada mês. Recentemente, por exemplo, você instruiu seus Bispos para não dizer à polícia quando as crianças são estupradas por padres. Agora, esta semana, você anunciou planos para investigar estes mesmos Bispos se eles seguirem as suas instruções.

Então, o que isso significa?

Aparentemente inspirado pelo próprio sucesso do encobrimento recente no Canadá do sacrifício in loco de crianças nativas, você está agora criando o seu próprio "Tribunal" (caramba, isso soa tão impressionante) para fingir investigar você mesmo pelos seus crimes institucionalizados contra crianças. Mas, no processo, você está criando uma tal confusão de contradição que nada disso faz qualquer sentido - mesmo para um católico.

Com este "Tribunal", você imagina estar ajudando a expor o abuso de crianças católicas, ao passo que, na verdade, você não está fazendo nada para deter isso, além de empregar o velho clichê de transferir o criminoso para outro reduto. Aliás, pelo seu plano, nenhuma vítima da igreja realmente pode confrontar ou deter seus agressores legalmente responsáveis, já que seus homens convenientemente operam sob as suas próprias leis, e tribunais.
Isso é meio como o lobo dizendo a todas as ovelhas dóceis: Ei, confie em mim agora!

Naturalmente, não sendo um católico, isto é, eu não estou participando da suspensão da razão e do julgamento pessoal exigido por qualquer membro leal do seu "rebanho" de ovelhas. Então, quem sabe? Talvez o seu absurdo faça sentido para alguns bilhões ou para os que de alguma forma acreditam que "Deus" lida com dinheiro e crença, e que, juntamente com outros gênios invisíveis e "santos", pode ser influenciado para conduzir seus homens a essa coisa chamada de céu.

Mas Jorge, há um limite, eu só posso esperar, para a credulidade humana e o mutismo total. Quando Al Capone - que era, afinal, um papista pagante leal - uma vez disse aos repórteres que ele planejava "limpar todo o crime" em Chicago, é provável que a maioria das pessoas realmente tivesse acreditado nele. Só que o Grande Al estava na posse de todo o dinheiro, dos políticos e da força na cidade. Assim como você faz.

Dito isto, apesar da sua imagem trabalhada de um reformador excelente, eu não notei você fazendo muito reforma. Você não anulou a sua política do Vaticano que está de pé conhecida como Crimen Sollictationis, onde todos na sua igreja, dos Cardeais para baixo, devem encobrir o abuso de crianças e não contar à polícia sobre isso, ou enfrentar a excomunhão. Deus odeia um informante, certo? Na verdade, você disse recentemente aos seus próprios Bispos italianos que a polícia nunca deve ser incluída em qualquer investigação de abuso infantil. E quem pode esquecer a sua mentira patética, dita no ano passado, de que apenas "cerca de dois por cento" do seu clero eram estupradores de crianças?

Deixe-me explicar a verdadeira lei para você, Jorge: encobrir o abuso de criança é um ato tão criminoso como perpetrá-lo. Assim, a cifra não é dois por cento. Tente 100%. E, azar seu, você é o agente fiduciário chefiando um sindicato que subverte oficialmente a justiça e cúmplice de um crime contra a humanidade. Isso faz de você, bem, um sem sorte, amigo.

Claro, eu não sou nenhum imbecil. Isto é Chicago, afinal de contas, então eu não espero que os policiais prendam você. Mas isso não significa que você não está na defensiva e propenso a ficar exposto. Assim, como descaradamente você está fazendo todo o possível para esconder todos os seus pederastas depois do tempo, bem como os cadáveres dessas outras crianças que rotineiramente morrem ou são traficadas nas mãos do Vaticano, Corporação. E o tráfico de crianças é algo que você pessoalmente sabe tudo, não é, senhor?

Mas aí está a coisa, Jorge: na sua precipitação em encobrir tudo e cobrir o seu próprio rabo para o seu caso de amor com a ditadura argentina, você está esquecendo as regras básicas da guerra: nunca dê ordens contraditórias aos seus subordinados, e nunca renegue as suas próprias ações, caso contrário, você só vai semear a confusão no seu quadro de membros.

É surpreendente que um Jesuíta sumidade, como você, possa parecer estar desconsiderando tais princípios, treinado como todos vocês estão na arte do engano. Talvez você esteja ficando velho. Mas eu lhe dou razão por tentar desviar nossa atenção, não somente neutralizando qualquer investigação sobre crimes do Vaticano, mas usando nosso jargão, como o rótulo de "Tribunal". Seus amigos no Canadá têm tentado a mesma coisa com algum sucesso, porque, infelizmente, a sua central canadense é tão esperta como o ajudante corriqueiro do seu banco de igreja.

Mas aí está a coisa, cabron: quando você abre um monte de esterco, você não pode controlar o mau cheiro. E todos sabem que inquéritos in loco de si mesmo são tão genuínos como uma excursão a Lourdes.

No final do dia, Sr. Bergoglio, o seu último esforço para sorrir e interpretar pode não ter nada a ver com o abuso de crianças, e tudo a ver com o porquê você foi recrutado, que era para desviar a atenção.

Afinal, você não é oficialmente o “papa” enquanto Joe, o Rato, fica correndo em volta do Vaticano? Dando voltas no seu próprio país sem guarda-costas, fazendo mudanças políticas que são imediatamente desmentidas pela Cúria Romana, e nem sequer vivendo no Vaticano. Dois papas? Não pode ser. Então, qual de vocês, afinal de contas, é o verdadeiro Anticristo?

Eu vou deixar esta questão para os teólogos. E para os advogados.

Independentemente disso, Jorge, o seu desempenho está começando a se desgastar. Este Jesuíta movendo-se aos trancos de joelho que continua assustando, como quando você declarou recentemente o seu plano para "beatificar" (isso é como "embelezar"?) um missionário católico do século 18 na Califórnia, que simplesmente o que fez foi aterrorizar e escravizar um grande número de índios. Então, eu iria devagar neste plano de criação de santo se eu fosse você, especialmente porque você está indo para a América neste outono, dirigido por testa de ferro, onde todos os manifestantes estão!

De qualquer forma, esquecendo-se dos índios, como você tão facilmente faz, a sua imagem fica muito bem, com sua aparência de vovô bondoso, e todas aquelas ginásticas verbais que você executa para nos convencer de que as coisas estão muito diferentes agora nas Sete Colinas. Mas só a boa aparência nada garante. Pergunte a Elvis. E há a pequena questão da insolvência financeira de toda a sua instituição, e os seus esforços frenéticos para salvar o cambaleante Banco do Vaticano com uma pequena ajuda dos seus amigos russos e chineses. Talvez seja por isso que você está agindo de forma tão confusa. Quem não ficaria desnorteado, no seu lugar?

Mas, afinal, eu não me preocuparia muito. Uma boa parte - 85% - da raça humana parece precisar de uma figura paternal beneficente que não pode fazer nada errado, independentemente do sangue nas suas mãos. Como George Carlin diz, não há maior disparate na história do que a religião, e, infelizmente, o rebanho não despertou para a verdade, ainda. Por outro lado, um outro bom amigo meu chamado Honest Abe Lincoln, que foi de fato derrubado por vocês, uma vez disse que não se pode enganar todas as pessoas o tempo todo.

Eu tomaria isso no coração, Jorge.

Eu vou pegá-lo no próximo exorcismo.

Divinamente seu,
Kevin


******

Fonte:

Tradução e postagem: Portal dos Anjos e das Estrelas de Luz


******


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário