O CULTO SATURNÁLIA: AMEAÇA A CRIANÇAS VULNERÁVEIS DURANTE O NATAL - 04.12.2014 - Entrevista de KEVIN ANNETT

Clique aqui para comentar esta publicação



O Culto Saturnália: Ameaça a Crianças Vulneráveis Durante o Natal

Entrevista EXCLUSIVA do Rev. Kevin Annett (Youtube)

Grupos de assistência social à infância na Europa e na América do Norte prometeram ficar mais vigilantes durante o Natal, depois dos relatos de testemunhas oculares de sacrifícios em culto satânico envolvendo crianças em datas importantes do calendário romano.

No mês passado, Neon Nettle informou sobre o estupro em série e o assassinato de um menino em um ritual do culto do Nono Círculo no Centro Internacional da Juventude na Igreja de San Lorenzo, dirigido por Jesuíta, a menos de um quilômetro do Vaticano. O incidente foi declarado ter acontecido à meia-noite do dia 22 de fevereiro, de acordo com uma testemunha ocular, coincidindo com os antigos festivais romanos da Ferália e da Terminália.

A temporada de férias de Natal cai na época do antigo festival romano da Saturnália, tradicionalmente de 17 a 23 dezembro e é, portanto, um momento de maior risco, afirma o secretário geral do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado (ITCCS), o Rev. Kevin Annett.

Sacrifícios humanos ligados aos festivais romanos:

Em uma entrevista exclusiva com Neon Nettle, o ex-ministro da Igreja Unida do Canadá, disse: “O Natal é sempre um momento difícil para as pessoas, em todo caso. Você fica inclinado a ver não apenas suicídio, mas os crimes tendem a crescer durante esse período do ano. Então, ocorrem esses incidentes violentos.”

Devemos nos preocupar com que mais crianças possam se tornar vítimas?

“Essas coisas acontecem regularmente”, disse ele. “Elas estão definitivamente ligadas, não apenas aos festivais romanos, mas também a calendários satânicos. Há certos dias do ano que parecem ter mais importância em termos de sacrifício humano. Luas Novas, realmente, muitas vezes estão associadas àqueles períodos do mês, também. Mas os festivais romanos são significantes porque eles parecem estar orientando as ações desses cultos que operam dentro ou ao redor da Igreja Católica.”

Esses elementos criminosos podem ser chamados de “Cultos de Morte a Saturno”, disse o autor e pesquisador Troy McLachlan, porque as suas atividades ritualísticas e de assassinato são derivadas de uma compreensão distorcida de adoração a Saturno, “onde a autoridade de Saturno é usada para justificar mecanismos de controle extremo, incluindo assassinato ritual.”

 “Eu poderia presumir que qualquer um dos crimes citados desta engrenagem do Nono Círculo seria atribuído a influências do mito de Saturno se olharem bem de perto”, disse ele a Neon Nettle.

 Crianças vítimas de tráfico para provimento de cultos:

A elite do Nono Círculo inclui juízes, políticos e clérigos entre os seus membros, contando com organizações criminosas altamente organizadas a fim de suprir as crianças para os seus horrendos rituais de sacrifício.

 “A maior fonte das crianças facilmente obtidas é geralmente de imigrantes”, continua Annett. “Sabemos que na América do Norte, as crianças indígenas são as mais fáceis de capturar, porque legalmente elas estão em uma categoria diferente. Elas não são cidadãs. Se elas estiverem vivendo em reservas, elas estão sob a custódia do Estado. Assim, elas podem ser facilmente retiradas e eliminadas sem qualquer consequência jurídica. Mas na Europa, sabemos que os imigrantes são um grande alvo.”

A admirável sobrevivente de abuso satânico, Toos Nijenhuis, da Holanda, foi uma das várias pessoas que testemunharam que a igreja europeia e os governos oficiais estão envolvidos no ritual de estupro e assassinato de crianças.

 “A primeira vez que encontrei Toos Nijenhuis, que era um membro em uma idade jovem de um desses grupos de rituais satânicos, ela disse que frequentemente crianças de Portugal eram sacrificadas”, disse Annett. “Ela lembra de ouvir a língua que eles falavam e de ouvir referências feitas a essas crianças portuguesas.”

 “Há um tipo de transporte tubular (pipeline) indo de Portugal até a Holanda para fornecer as crianças - nós sabemos disso. Isso aparece no norte da África, isso aparece em qualquer lugar onde as crianças podem ser despejadas ... como em uma área devastada pela guerra, como a Guatemala.”

 “E vem diretamente de dentro do sistema também. Anne Marie van Blijenburgh e Toos mencionaram saber de crianças que haviam sido retiradas de centros de detenção juvenil na Holanda pela polícia, sob as ordens da Ndrangheta.”

 “Não havia apenas crianças, mas jovens delinquentes juvenis, jovens adolescentes que foram utilizados nas festas de caça humana. Eles foram levados diretamente de dentro do sistema, de assistentes sociais e outros.”

A história secreta da Igreja:

A existência do Nono Círculo só veio à tona recentemente, mas existe evidência de funcionários da Igreja secretamente torturando e matando crianças desde o século XVIII, segundo um documento fornecido ao segundo caso do Tribunal de Direito Comum Internacional, em Bruxelas. E desde 1962, um documento isolado escrito em latim, o Crimen Sollicitationis, impôs uma cultura de segredo em relação à má conduta sexual entre os sacerdotes.

 “O primeiro assassinato descrito para mim que aconteceu em uma escola residencial de Índios no Canadá (dirigida pela Igreja), o assassinato de Maisie Shaw, ocorreu perto da meia-noite na véspera do Natal de 1946”, continua Annett.

 “Eu sei, depois de ter entrevistado centenas de pessoas, o significado oculto do número de mortes nas escolas residenciais. As crianças estavam definitivamente sendo mortas de forma ritualística nessas escolas. Um exemplo recente disso é William Coombes que testemunhou a Rainha Elizabeth pegando dez crianças da Escola Católica de Kamloops, em 10 de outubro de 1964.”

 “Levamos uma paranormal treinada pela polícia ao local onde isso ocorreu e ela disse que viu os dez corpos arranjados em uma configuração ocultista; que eles tinham sido mortos nas primeiras 24 horas depois de serem sequestrados. Novamente, o dia 10 de outubro de 1964 - a soma de todos os números dá dez: décimo dia, décimo mês, 19 e 64, todos eles dão dez. E havia dez crianças.”

 “Além disso, havia sete meninos e três meninas mortas. E quando você vê o livro de Jó na Bíblia, é o número de filhos que Jó tinha, que foram mortos por D’us. Sete meninos e três meninas foram sacrificados por D’us para testar a fé de Jó.”

 “Estes são cultos inspirados em grande parte pelos Jesuítas. O grupo dos Illuminati foi criado no mesmo ano em que os Jesuítas foram oficialmente banidos, em 1774. Portanto, seria fácil manter este segredo nesse círculo. Mas, em geral, nós também notamos que quando se trata de estupro infantil e tráfico de crianças, todo mundo jurou segredo, porque eles sabem que todos eles poderiam ir para a cadeia. Então, todos eles têm um grande interesse em manter isso quieto.”

Quando Neon Nettle entrou em contato com a ECPAT UK, uma organização de campanha contra o tráfico e a exploração de crianças no Reino Unido - sobre as redes de pedofilia, eles disseram que não tinham conhecimento dos cultos religiosos. “Não é algo com o que deparamos”, disse um porta-voz. “Ritual de abuso e bruxaria, mas nada relacionado com esse festival (Saturnália).”

A INTERPOL realizou uma conferência internacional na Cidade do Vaticano, em abril, apenas algumas semanas depois da tal morte no ritual do Nono Círculo na Igreja de San Lorenzo, onde o seu secretário-geral, Ronald K. Noble, falou comovido sobre o tráfico de seres humanos, dizendo que não importa a diferença de mandatos, de nacionalidades ou de uniformes, “nós somos aliados na luta global para proteger a vida e a dignidade humana.”

A INTERPOL agiu com evidência fornecida por ativistas da sede do ITCCS na Europa, resultando em 1.000 detenções de "intermediários criminosos" e, principalmente, no resgate de 30 crianças romenas da rede italiana Ndrangheta, em setembro.

 “É difícil trabalhar com as autoridades como corporação, mas não com as pessoas”, admite Annett. “Nós temos apoio crescente de pessoas da polícia do Canadá e dos EUA, especialmente, mas também da Europa.”

Tribunal de Justiça de Direito Comum Internacional:

Quando perguntado sobre a eficácia do grupo do Tribunal de Justiça de Direito Comum Internacional com sede em Bruxelas, ele afirmou: "A eficácia é comprovada pelo fato de que quatro das principais pessoas que foram citadas nos indiciamentos em nosso Tribunal renunciaram.

Não apenas o Papa Bento XVI, Joseph Ratzinger, mas também o Cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado, Sean Brady, o Cardeal da Irlanda, e o chefe dos Jesuítas, Adolfo Pachon. Todos eles se demitiram, ou anunciaram a sua demissão depois de serem nomeados publicamente na nossa acusação.”

 “Nós podemos não ter o poder, no momento, de um Tribunal regular, mas temos um grande poder moral - e está tendo efeito. O culpado nunca vai admitir e anunciar, “sim, vocês estão certos”, mas eles vão mostrar através das suas ações que nós estamos. Além disso, outros Tribunais podem usar a evidência para emitir mandados de prisão. Isso está sendo reconhecido. Estas pessoas no poder sabem do significado de apenas publicar as provas contra eles. Você pode dizer pelas suas reações.”


******

Nota:
A Saturnália era um festival romano em honra ao deus Saturno que ocorria no mês de dezembro, no solstício de inverno (era celebrado no dia 17 de dezembro, mas ao longo dos tempos foi estendido durante toda a semana, terminando em 23 de dezembro).

***


***

Tradução: Portal dos Anjos e das Estrelas de Luz

******


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário