CIENTISTAS DESCOBREM ESCUDO INVISÍVEL PRÓXIMO À TERRA E SE PERGUNTAM COMO ELE FOI FORMADO & OS RAIOS X QUE CHEGAM DO SOL ‘QUEBRAM’ AS RESISTÊNCIAS QUE EXISTEM EM VOCÊS (OMRAAM)

Clique aqui para comentar esta publicação



Cientistas descobrem um escudo invisível próximo à Terra e se perguntam como ele foi formado!

Nós iremos descobrir o que eles ainda tramam contra nós com este escudo invisível? Trancar-nos em sua matriz para impedir de progredirmos?


Isso me faz pensar no sistema de escudo ArcNet, no filme "Homens de Preto" (sim, aquele que o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, disse que esta é a realidade):

um sistema de defesa para a Terra que K deve colocar no topo do foguete Apollo 11 para implantá-lo (a fim de proteger a Terra da invasão dos Bogloditas): quando vemos, como ontem, que a ficção científica sequer tem imaginação suficiente para descrever o real.

Isso também me faz pensar neste documentário impressionante: Da Terra à Lua: História de uma Maquinação (o renomado cineasta norte-americano Bart Sibrel apresenta o seu documentário popular e controverso: novas descobertas nos bastidores sobre a primeira missão à Lua mostram que a tripulação nunca deixou a órbita da Terra).

Um documentário ultra convincente que explica que nós jamais poderíamos ir à lua, justamente por causa dos cinturões de Van Allen.

Eis o lance:

 “O renomado cineasta norte-americano Bart Sibrel apresenta o seu documentário popular e controverso: novas descobertas nos bastidores sobre a primeira missão à Lua mostram que a tripulação nunca deixou a órbita da Terra.

Nunca antes em toda a história da aviação, uma máquina voadora funcionou em sua primeira tentativa, e muito menos a mais sofisticada, jamais imaginada, desembarcando em outro corpo celeste em sua viagem inaugural e retornando com uma tripulação que viveu para contar a sua história, tudo com a tecnologia da década de 1960 (hoje, há mais potencial de ciência da computação em um relógio de 10 €).

De acordo com Bill Kaysing, que trabalhou na NASA para a Apollo, em um memorando interdepartamental isolado, as chances de uma missão de aterrisagem na Lua e de sobreviver à sua primeira tentativa foi estimada em uma dentre dez mil. É por isso que os homens que retornaram da missão pareciam tão abatidos em vez de triunfantes durante a conferência da imprensa, já que eles foram chantageados para mentir sobre a maior conquista da humanidade então alegada, em detrimento das suas próprias almas.”

***

Cientistas descobrem um escudo invisível próximo à Terra e se perguntam como ele foi formado

Os cientistas descobriram algo realmente notável acima da atmosfera da Terra. Um escudo invisível está localizado a cerca de 7.200 milhas (cerca de 11.500 km) acima da Terra, o que os cientistas compararam a um “campo de força mostrado na série Star Trek.”

Segundo o site Frontline Desk, o escudo foi descoberto nos cinturões de radiação de Van Allen, dois anéis em forma de rosquinha acima da Terra, preenchidos de elétrons de alta energia e de prótons. Mantidos no local pelo campo magnético da Terra, os cinturões de radiação de Van Allen incham e encolhem em resposta a distúrbios causados pela energia recebida do Sol. Os cinturões de radiação de Van Allen foram descobertos em 1958. No entanto, os cientistas descobriram que dois cinturões, um cinturão interior e um cinturão exterior, se estendem até 25.000 milhas acima da superfície da Terra.

No entanto, no ano passado, o Professor Daniel Baker e sua equipe, da Universidade do Colorado, usaram as sondas gêmeas Van Allen lançadas em 2012 para descobrir um terceiro anel transitório, um “anel de armazenamento”. De acordo com a sua pesquisa, a terceira banda encontra-se entre os cinturões de radiação de Van Allen previamente conhecidos, do interior e do exterior. Este cinturão é diferente na medida em que ele parece ir e vir, dependendo das mudanças climáticas do espaço.

O papel do anel era bastante claro para os investigadores - o anel é utilizado para impedir que elétrons assassinos penetrem mais profundamente na atmosfera da Terra. Esses elétrons podem ser extremamente devastadores pela sua velocidade de quase-luz e são conhecidos por ameaçar astronautas, satélites e por danificar sistemas espaciais.

Wired Beta observa que Baker comparou o escudo invisível a campos de forças da série Star Trek. O campo magnético da Terra mantém os cinturões no local, mas o cientista disse que os elétrons nesses cinturões - que se deslocam a uma velocidade próxima daquela da luz - são bloqueados por uma força invisível que lhe lembrava o tipo de escudos usados em séries de televisão como Star Trek para repelir armas de energia que encobrem as naves alienígenas. No entanto, no caso da Terra, o escudo invisível é utilizado para deter os elétrons ditos assassinos na atmosfera.

Antes da descoberta deste escudo invisível, os cientistas acreditavam que os elétrons na alta atmosfera do planeta eram dispersos por moléculas de ar, mas parece que essas partículas nem mesmo chegam ali, graças ao escudo eletrônico invisível da Terra.

Agora que os cientistas sabem que o escudo invisível existe, eles tentam determinar como ele foi formado e como exatamente ele funciona.

 “É quase como se os elétrons se chocassem contra uma parede de vidro no espaço. Este é um fenômeno extremamente curioso.”

******

A pesquisa foi publicada na revista científica Nature:

Crédito da imagem: NASA

Propriedade:

Fontes:

******

Tradução para o português: Zulma Peixinho

_______________________________________________


Pergunta: qual é a diferença entre os raios X, tais como utilizamos com os nossos recursos tecnológicos, e aqueles que estão associados à nossa evolução atual?

Não são de forma alguma as mesmas frequências.
Vocês sabem, o que é chamado de raios X está em um determinado espectro de frequências.
Os raios X utilizados para fazer o que vocês chamam de radiografia, ou outros tipos de terapias, não têm a mesma potência de elétrons que os raios X que chegam do Sol.
Então, há duas categorias de irradiação da Luz: os raios X e os raios gama.
Os raios X vêm do Sol.
Os raios gama chegam de diferentes locais das Galáxias.
Os raios gama não agem como os raios X.
Os raios X têm a característica de quebrar as cadeias proteicas, de quebrar o DNA e de exercer efeito de transmutação pelo Fogo, ao passo que os raios gama não têm exatamente os mesmos efeitos.
Se vocês observarem o que acontece, há dois ou três anos, há principalmente raios gama que ganham importância.
A radiação gama tornou-se possível pela parada dos raios X do Sol.
E agora, os raios gama começam a despertar de novo, já faz dois meses, de maneira extremamente importante.
Os raios gama atuam no seu DNA.
É isso que foi chamado de radiação da FONTE, de radiação do Ultravioleta.
A radiação do Espírito Santo, também, é outra característica dos raios gama.
Os raios X estão aí para “quebrar” uma série de coisas pertencentes a esta dualidade.
Os dois são (raios gama e raios X) chamados de Luz, mas, em meio a esta Luz, há diversos espectros de frequência, cujos efeitos não são exatamente os mesmos, tanto no nível espiritual como no nível fisiológico ou psicológico.
Agora, é preciso compreender que os raios X que são utilizados na medicina alopática não têm qualquer efeito espiritual, certamente.
Eles agem, como vocês sabem, destruindo a matéria, mas sem o Despertar.
Ao passo que os raios X que chegam do Sol “quebram” as resistências que existem em vocês, e, aliás, é por isso que, há um ou dois meses, principalmente, os raios X estão em maior quantidade sobre a Terra, de maneira a “quebrar”, se vocês quiserem, algumas resistências que ainda estavam presentes na superfície deste planeta.
É isso aí o que podemos dizer.

******

Trecho da mensagem do Venerável OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:
06 de março de 2010

***

Tradução para o português: Zulma Peixinho

******


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário