Um Comentário Especial - Atualização sobre a Destituição do Cardeal Irlandês Sean Brady - 09.09.2014 - ITCCS

Clique aqui para comentar esta publicação



Um Comentário Especial - Atualização sobre a Destituição do Cardeal Irlandês Sean Brady

Publicado em 09 de setembro de 2014

Os Vilões estão Caindo como Moscas: Um Réquiem para o Cardeal Sean Brady, enquanto Desaba o Logro Papal

por Kevin D. Annett

09 de setembro de 2014

 A vida está difícil nesses dias para essa crescente constituição conhecida como hierarcas católicos depostos.

Pergunte ao Sean Brady. Em um momento ele está voando alto como o mais alto grau de polícia papal da Irlanda, jantando com presidentes e sorrindo para as câmeras; em seguida, em um piscar de olhos, ele está fora do seu trono, querendo saber o que bejazuz (variante de bejesus (by Jesus!), expressão irlandesa de surpresa ou de alarme) deu errado.

Brady foi forçado a se aposentar ontem por um pontapé de um par de botinas papal depois da notícia por toda a Irlanda sobre uma indiscrição particular dele, anos atrás.

Forçar uma vítima de estupro da igreja, de onze anos de idade, a assinar uma declaração de que isso nunca aconteceu, é um dos trabalhos tristes, mas necessários, de qualquer sacerdote católico - e todos eles fazem isso, ou protegem aqueles que o fazem. É uma exigência do direito canônico para proteger os estupradores de criança na casa, afinal de contas. Mas quando Brady fez isso ao jovem Brendan Boland, que havia sido estuprado por um sacerdote chamado Brendan Smyth, que passou a violar crianças durante vários anos, a pequena vítima fez a coisa inusitada anos depois e escreveu um livro sobre isso intitulado "Sworn to Silence" (“Juramento ao Silêncio”). E toda a história atingiu a internet esta semana no programa de rádio de Sean Maguire em Galway (Irlanda) apresentando “yours truly”.

Sean Maguire, vocês veem, é primo de Brendan Boland. Bola na cesta.

O Cardeal Brady é o quarto funcionário de alto grau do Vaticano desde 2013 a demitir-se no exercício do mandato depois que os seus crimes contra pessoas inocentes foram expostos pelo nosso Tribunal. Contando: o Papa Bento XVI (Joe o Rato Ratzinger), seguido pelo cardeal Tarcisio Bertone, depois o chefe jesuíta Adolfo Pachón, e agora o garoto Seanie. Mesmo aquele bonitinho feito para a mídia, o Papa Francisco, outro criminoso condenado que gosta de traficar crianças e de coisa ainda pior, ele fala de forma nervosa sobre demitir-se nesses dias.

Agora, não comece a ter pena do bando com traje de palhaço. O Clero aposentado, especialmente aqueles que comprovam o seu "direito funcional" pelos seus atos abomináveis, acabam em sinecuras de aposentadoria cômodas onde eles podem compor o tipo de epístolas de autosserviço na reforma da igreja, que Martinho Lutero uma vez comparou, de forma eloquente, com "flatulências misturadas com perfume". Mas Sean Brady não é bandido comum fora do pasto. Ele se tornou um grande perigo ao esforço desesperado de relações públicas de Roma para adoçar o cheiro de todos aqueles pequenos cadáveres.

Por um lado, Brady foi a força motriz por trás do último encobrimento da Irlanda dos assassinatos em massa, depois que os restos mortais de 800 bebês foram descobertos em uma cisterna em um orfanato católico em Tuam. De acordo com um informante da igreja em Dublin, Brady e o seu assistente, o Arcebispo Diarmuid Martin - agora o seu sucessor no crime - têm encoberto os inquéritos da polícia da Garda sobre o túmulo de Tuam com pagamentos a políticos, ameaças contra testemunhas e campanha habitual de desinformação na mídia corporativa amestrada da Irlanda.

Bem, isso foi muito bom, e o explícito modus operandi papal. Mas Brady foi pessoalmente envolvido em toda a bagunça, o que nunca é uma coisa boa para alguém com um passado maculado. Aparentemente, ele tentou pressionar alguns policiais que tentaram agir como policiais a parar de abrir buracos ao redor da cisterna de Tuam. E um da Garda em questão ficou realmente chateado com a resposta e divulgou a história real a uma das nossas pessoas em Dublin.

Essa história, simplesmente, é que um exame pericial inicial dos restos mortais dos bebês em Tuam descobriu que muitos dos esqueletos haviam sido decapitados e desmembrados, na forma de rituais de sacrifício. E a determinação de Brady em manter esse fato sigiloso sugere uma ligação óbvia com o provável grupo responsável pelas mortes: o infame culto católico do Nono Círculo cuja rotina, o ritual de morte de recém-nascidos, ocorre, segundo os participantes, na Bélgica, na Holanda e na Irlanda.

Com tudo o que vinha à tona desses cadáveres inconvenientes, Sean Brady tinha que sair, e rapidamente, para permitir ao Vaticano uma virada para ganhar.

Seja como for, Sean Brady deveria estar atrás das grades, junto com todos os padres estupradores de crianças e protetores de estupradores na Irlanda. E esse é o trabalho do recém-convocado Tribunal de Direito Comum de Galway, que estará investigando e processando todos os responsáveis ​​pelo massacre de crianças em Tuam, e pelo seu encobrimento.

Não é de surpreender que esse furor esteja provocando a Besta para atacar violentamente mais uma vez os nossos esforços e a mim pessoalmente, à medida que nos aproximamos mais perto de acabar com o seu reinado de terror. É o que acontece em uma guerra. Mas sabemos que estamos do lado vencedor.

Nas palavras dos nossos ancestrais e amigos Republicanos, Tiocfaidh ár lá: Our Day Will Come (O Nosso Dia Vai Chegar). Na verdade, ele já está aí.

………………….

O bisavô de Kevin Annett, Daniel Edward O'Neill, foi o único sobrevivente de um "navio caixão" de refugiados irlandeses, que chegou como um órfão aos dez anos, em Montreal. Como qualquer criança de Erin, Kev está aperfeiçoando o seu contragolpe na expectativa de alguma potente chave de braço.



******


***

Tradução e postagem: Portal dos Anjos e das Estrelas de Luz

******


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário