*OS CONTOS DE FADA DO TIBETE* - Parte 2: A DECEPÇÃO DO EVOLUCIONISMO

Clique aqui para comentar esta publicação




A DECEPÇÃO DO EVOLUCIONISMO
*Os Contos de Fada do Tibete*
Encontro com o Sr. Bhodyoul
Autor: Joël Labruyère

 Sr. BHODYOUL: Este é provavelmente o aspecto mais difícil de entender, os espiritualistas tradicionais vão dizer que isso é salutar, que há uma fraternidade que faz evoluir a civilização humana. Este é o argumento que sempre volta: a EVOLUÇÃO! Os “mestres” nos ajudariam a evoluir ao longo dos tempos, e este plano é tão grandioso que não podemos compreender os seus métodos. Isso é fundamentado no dogma de uma evolução ascendente rumo a um mundo cada vez mais perfeito. Isso é absolutamente contrário aos fatos e à entropia universal, mas esta ideia é o dogma dominante na nossa cultura. Nós pensamos que tudo irá cada vez melhor; que nós nos elevamos vida após vida rumo às alturas da perfeição, até nos tornarmos semelhantes aos deuses. Esta teoria não sofre mais contradição na maioria dos círculos espiritualistas pois, sem ela, a vida seria um absurdo. Refutar este dogma evolucionista não é mais tolerado, e ele os leva a um aniquilamento se vocês ali se arriscarem. No entanto, a teoria da evolução progressiva para a perfeição é uma fonte de sofrimento e de desilusões tão infinita quanto esta própria evolução. Segundo as tradições antigas, a evolução fica girando e o tempo morde o rabo descrevendo círculos sem fim, até que decidimos sair. É preciso evadir-se do círculo do tempo. Este é o objetivo da verdadeira religião: a imortalidade.
Ora, os poderes que vivem no tempo cíclico não querem que escapemos, porque isso significaria o fim desse cenário. A mensagem original de Buda era um apelo para sairmos do feitiço do circuito da evolução fechada, mas os guardiões do sistema temporal contra-atacaram divulgando a doutrina da evolução progressiva.
Eles dizem: "Com o tempo, vocês vão se tornar deuses em uma Terra perfeita. Não procurem uma outra saída.". Vamos nos perguntar, quanto tempo esta ideia está no ar, e quem a trouxe, no início?
A doutrina evolucionista é uma ideia religiosa tradicional? Ela está contida nos ensinamentos dos grandes sábios do passado? Não se trata de uma interpretação que teria sido desviada do seu sentido original? Cabe a cada um se perguntar, pois eu não quero atacar um dogma com outro dogma. Entretanto, nós observamos que o evolucionismo espiritual é uma ideia moderna específica, expandida pelos lamaístas e pelos adeptos da Teosofia oriental, que é a ideia fixa. O dogma incontornável, a doxa suprema.

INTERROGANTE: Em que isso é tão importante? Esta é apenas uma ideia e ideias mudam a todo momento. Mas você está certo quando diz que os grandes sábios como Buda e Jesus Cristo não pregaram o evolucionismo espiritual, mas, de preferência, o desprendimento da ilusão da existência por um esforço radical durante a vida.

Sr. BHODYOUL: Eu quero simplesmente mostrar que esta teoria nos foi inspirada pela Grande Loja oriental. Foi ela que fundou a organização do lamaísmo com o objetivo de irradiar esta ideia e todas as ilusões dali derivadas. Eu me explico: se chegarmos a nos convencer de uma ideia supostamente capaz de responder à questão essencial da existência, então podemos nos condicionar a aceitar as suas implicações em todas as áreas da vida. Eu gostaria de tentar ser o mais claro possível ...

INTERROGANTE: Se entendemos bem, segundo você, a teoria evolucionista só pode ser aplicada a fenômenos naturais e somente de maneira relativa, já que tudo é cíclico e que as coisas sempre retornam ao seu ponto de partida. É por isso que os antigos hindus, e outras civilizações, recortaram o tempo circular em quatro ciclos desiguais como a Idade do Ouro, a Idade da Prata, a Idade do Cobre e Idade do Ferro. Depois, a Idade do Ferro retorna à Idade do Ouro, etc.. Trata-se apenas da história do mundo e é por isso que a tradição universal diz que o princípio da identidade humana não é afetado por esses ciclos. A nossa alma seria então colocada nessas condições de mudança, sem afetar a sua imutabilidade como partícula divina. É essa a ideia tradicional?

Sr. BHODYOUL: Com as variantes, esse é o fundamento da filosofia eterna - a Filosofia Perene. Quando examinamos os mitos sagrados das revelações religiosas originais, todos eles dizem a mesma coisa. Mas assim que essas religiões se instalam no tempo, elas invertem a sua mensagem inicial para fins temporais. Com o tempo, isso precisa continuar, e a sobrevida temporal suplanta a busca pela eternidade. Durante o ciclo atual que chamamos de “Idade das Trevas”, está escrito que a verdade foi perdida e que ela foi substituída por ilusões tão bajuladoras que todos os homens adotam como sendo a “verdade”. Ora, não há nada mais agradável de ouvir para o homem civilizado do que a ideia de que ele é um deus em evolução e de que, pouco a pouco, ele se aproxima da perfeição. Esta perfeição pode ser vista como um objetivo individual ou social e, nesse caso, a ciência vai realizar a salvação redentora. O dogma da evolução vai ganhar em todas as frentes, tanto científica como espiritual. O progresso se torna uma religião que traz novas esperanças sempre renovadas.
Nesta "Nova Era" da Idade das Trevas, a espiritualidade é vista como uma sucessão de melhorias psíquicas com a promessa final de obter o nirvana. A busca pelo sagrado desaparece diante do desenvolvimento pessoal. Então, muitas ilusões devem necessariamente aparecer já que o caminho disso está escancarado. Esta é a regra do "sempre mais e sempre melhor", com resultados incontestáveis em certos níveis, mas sem que o problema fundamental da vida e da morte fosse resolvido. Foi assim que, durante vários séculos, algumas ideias adquiriram poder. Uma ideia nunca sai de vazio, mas ela é sempre produzida por um cérebro pensante. No caso, a Loja oriental afirma ter trazido a ideia de um progresso espiritual para o planeta e seus habitantes. Este progresso deveria estabelecer um reino divino sobre a Terra e eliminar todos os males, ali incluindo a doença e a morte. É a sua ideologia, e é natural que possa seduzir muitos. Mas, cuidado, isso é uma ideologia que quer alcançar o Bem por oposição ao Mal. Este idealismo é reativo e ele pode absolutamente não estar em harmonia com as leis cósmicas. Trata-se de uma ilusão típica da Idade das Trevas, então, aqueles que a divulgam têm um interesse vital. Se acreditamos no poder que eles revelam para nos convencer das suas ideias, isso significa que esta propaganda deve também lhes assegurar um progresso. Vocês entenderam este objetivo da alta política? Eles estão prestes a instalar uma civilização inteiramente centrada na esperança do progresso material e da evolução espiritual. Por que eles fazem isso? Por que este esforço? Por que esta incrível maquinaria para condicionar as massas, unificando-as em torno de ilusões bajuladoras como a unidade, a paz e a fraternidade humana?
Há ilusões para cada tipo humano, desde o rude até os mais sofisticados. Se vocês estiverem receptivos a tal ilusão, vocês irão combinar com uma pessoa mais afinada com o seu estado. Eu descrevi acima como eles fazem para nos apanhar.

INTERROGANTE: É muito fácil escapar de uma impressão mental de ordem mais baixa ou muito negativa, mas ninguém escapa às ilusões agradáveis​​, especialmente quando se trata de ideais aparentemente nobres e humanistas.

Sr. BHODYOUL: Vocês compreenderam o problema dos tempos modernos. Não podemos fugir da civilização, mesmo se refugiando em uma caverna. É preciso se adaptar e abrir os olhos para não ser pego. Aquele que se entrega corre o risco de perder a sua alma enquanto acreditando melhorar. Esta é a Idade das Trevas. Mas eu não gostaria de dramatizar demais, pois eu acredito na força do Espírito e na libertação final.

INTERROGANTE: Você pode fazer um prognóstico sobre os próximos prazos planetários? Quem vai ser bem sucedido?

Sr. BHODYOUL: Eu o tranquilizo imediatamente, a menos que você não compartilhe a minha visão - o que é perfeitamente compreensível, porque muitas pessoas de coração aberto são, hoje, alvo de uma ilusão de duas formas: ou pela exaltação por um mundo melhor, ou pela depressão diante das perversidades da época. Os tempos são difíceis, e esta depressão expressa a recusa de se deixar levar pelas ilusões que entrevemos como irreais e finalmente geradoras de decepção. Veja a miséria dos meios da nova era, esta luta por "um ser melhor", agarrando-se aos regimes e às técnicas superficiais de desenvolvimento pessoal, cujo efeito positivo se manifesta, sobretudo, assim que nos entregamos. Você me acompanha? Eu vou passar os detalhes deste tráfego.
Há esperança de que isso cesse? Tudo depende da nossa força interior para recusar as solicitações que estão no ar. Segundo fontes confiáveis, a fraternidade oriental vai perder o jogo porque uma outra fraternidade está atualmente ocupada em frear o processo de repressão da consciência.


INTERROGANTE: Finalmente! Aí está o que é preciso nos dizer. Se você me permitir, eu vou dizer que você não é um oriental. Você tem a arte de nos levar à beira do abismo para melhor estendermos a mão no momento da queda. Assim, você diz que os seus compatriotas lamaístas vão perder o jogo porque outra fraternidade vai quebrar o plano da nova ordem mundial. Esta é uma perspectiva animadora para aqueles que sofrem sob o jugo do mundo moderno.

Sr. BHODYOUL: Primeiramente, um esclarecimento sobre os monges tibetanos. Os meus compatriotas não estão envolvidos, mas eles são vítimas da sua devoção. Isso os oprime magicamente mantendo-os em reclusão sob o jugo de um religião retrógrada oriunda da Atlântida.
São os tulkus-fantasmas que são culpados, aqueles que nos usam como gado para servir aos seus objetivos políticos de conquista mundial. Certamente, eles ainda não derrotaram o coringa que deveria propiciar um pouco de descanso frente à fraternidade que irá destruí-los.

INTERROGANTE: Você joga no suplício chinês ou tibetano?

Sr. BHODYOUL: Sua última carta, isso será proclamar que a esperança de todos os povos foi finalmente conseguida. Este será o anúncio internacional de que Cristo retornou à Terra, e isso sob todas as nuances das diversas culturas.

INTERROGANTE: Nós já discutimos esse assunto no Undercover No. 1, sob o título Blue Beam que é um projeto da NASA para fazer aparecer "seres celestes".

Sr. BHODYOUL: Sim, este projeto tem como objetivo produzir hologramas imitando as divindades dos panteões religiosos. Mas, você já pensou que a Loja oriental pode fazer aparecer anjos e seres invisíveis revestidos de luz astral? Nossos guardiões da "evolução", que sabem tão bem nos influenciar filosoficamente, têm também o poder de subjugar criaturas dos mundos invisíveis e trazê-las até o limiar da nossa Dimensão por meio de métodos mágicos. Trata-se, então, não somente de tecnologia. Os anjos também se fazem aprisionar. Enfim, os irmãos orientais prepararam um ser que eles chamam de Maitreya - usurpando o nome do futuro Buda - para fazê-lo assumir o papel do Messias. Nós não sabemos, aliás, do que ele vai salvar a Terra, já que todos os problemas foram criados pela Loja oriental em conjunto com as lojas do ocidente. Primeiro, eles sabotam e, em seguida, eles vêm vender o seu serviço de guincho. Eles são mentirosos por princípio, pois, há milhões de anos, eles se engajaram no caminho da fraude, e eles estão condenados a prosseguirem sob o risco de desaparecerem. Mas chega um momento em que as suas abominações se voltam contra eles, e nós não estamos mais longe desse momento. Porém, eles devem percorrer até o final, para o seu julgamento ser selado. Por que, os poderes superiores os empurram para se afundarem na mentira e na blasfêmia.

INTERROGANTE: Nós não retiramos a sua permissão para prejudicar?

Sr. BHODYOUL: É preciso que o escândalo chegue. Primeiramente, por respeito ao livre arbítrio da humanidade. Em seguida, porque as ilusões nos ajudam a tomar consciência. A consciência é o que está em jogo no universo. Tudo isso é um jogo grandioso e o sofrimento é também uma ilusão. Então, uma fraternidade secreta que não trabalha de acordo com o eixo Leste-Oeste - como aquele do Himalaia - opõe-se atualmente à estratégia totalitária da nova era e da ordem mundial.
Honestamente, eu não sei mais, e não é preciso correr o risco de trair este plano. Se esta fraternidade irradia do Norte para o Sul, nós podemos compreender que ela cruza o eixo Leste-Oeste em lugares onde deve surgir uma luta titânica entre esses dois grupos mágicos.
Eu acrescentaria que esta fraternidade do “Norte”, se for apropriado nomeá-la assim, não deve ser confundida com a fraternidade espiritual regular que se ocupa da liberação espiritual da humanidade e de onde vieram os grandes mensageiros divinos. Esta fraternidade não entra em luta com as forças terrestres.

INTERROGANTE: Espere. Nós gostaríamos de saber se esta fraternidade do Norte, como você a chama, tem por objetivo impor um governo mundial.

Sr. BHODYOUL: Não, caso contrário ela não iria se opor à Loja oriental que alimentam as ilusões globalistas. A fraternidade do Norte tem uma missão diferente, mas na ausência de informações diretas, nós ficamos reduzidos às circunstâncias. Eu creio que refletindo sobre as diferentes teses, nós devemos chegar à verdade. Se vocês fizerem uma lista das muitas ilusões propagadas pela Loja oriental, vocês podem encontrar o objetivo da outra fraternidade, por eliminação. Falamos sobre o retorno de Cristo ou de uma nova ordem mundial? Falamos de uma única religião mundial? Falamos de uma sociedade socializada tecnocrática? Falamos de uma utopia igualitária? Falamos de uma grade de luz circundando Terra e dos mestres ascensionados à moda da nova era? Então, não se trata da fraternidade do Norte, mas da propaganda dos artistas milenares do teto do mundo.
O programa desta fraternidade secreta não é político, mas vai simplesmente remeter às condições planetárias em harmonia com as leis universais. Mais do que impor um programa político, ela tenta desviar os perigos mais ameaçadores. Trata-se então de uma força pacífica que vai corrigir os erros e os excessos da Loja oriental e de outros grupos de Illuminati.
Esta fraternidade dispõe de uma magia poderosa, mas que não viola as leis naturais e a consciência humana.
O aparecimento desta fraternidade lançou a Loja do Tibete e o lamaísmo em um grande medo, pois este grupo empreendeu uma guerra total contra esses manipuladores. Por isso, os mestres da ordem mundial estão ocupados se armando até os dentes e eles colocaram equipamentos de monitoramento nos quatro cantos do mundo para tentarem identificar o mínimo movimento que pudesse ameaça-los.
Um iniciado escreveu: “A fraternidade lamaísta vai tentar reagrupar as forças dispersas, uma tentativa que vai provocar inelutavelmente uma produção intensa de energia.
O mundo material é povoado por diferentes formas de vida; é o mesmo no que se refere ao além.
Esta grande luta pela existência vai adquirir cada vez mais o caráter de uma fortificação. A fraternidade lamaísta vai tentar, por meio da magia, aumentar artificialmente, até um calor febril, a tensão nervosa tempestuosa que predominou no mundo durante tanto tempo, a fim de incitar a humanidade a ações desprezíveis que serão, mais tarde, amargamente lamentadas.
Se esta tentativa funcionar - como nós esperamos e acreditamos - irá se desenvolver em meio à fraternidade lamaísta um estado de crise que vai provocar atos desesperados. Eles irão se manifestar por violentos fenômenos de fogo na atmosfera, resultantes da enorme restrição da vontade dos magos que impõem suas exigências à humanidade.”.

Eis uma declaração de Dwjal Khool - dito o Tibetano - que foi o porta-voz da Grande Loja Branca (Grande Fraternidade Branca) até o período dos anos 50. Ele se comunicava através de Alice Bailey que transcrevia as suas mensagens. Esses ensinamentos continuam sendo a bíblia dos gurus e dos canais da nova era.
Aqui, o Tibetano faz apologia à bomba atômica considerada como uma arma divina. Esta confissão é a prova irrefutável da loucura criminosa dos mágicos, prontos para explodir o mundo a fim de estabelecer a sua nova ordem mundial.
Para aquele que compreende o que significa a violação do átomo, do fundamento da ordem natural, não pode haver questão de compromisso; a energia nuclear abre o poço do abismo.
Os magos se apossaram do lamaísmo e de muitas organizações iniciáticas e religiosas. Eles se fizeram passar pelas encarnações de Jesus, Buda, Krishna, Hermes, Zoroastro, Pitágoras e até mesmo de George Washington ou Joana d’Arc. Eles anunciam que a sua manifestação pública é iminente. Ela vai começar com a aparição de Cristo-Maitreya, o líder da sua religião mundial. Esta é uma paródia grosseira do retorno de Cristo. Muitos seres foram enganados através da nova era e da promessa de uma idade de ouro. Um exército de falsos profetas ardorosos guiam os inconscientes para os caminhos da ilusão.
A Grande Loja Branca estendeu a sua influência a todos os organismos internacionais, incluindo a ONU, a UNESCO, a Organização Mundial de Saúde, entre outros, e aos círculos globalistas onde os seus agentes Illuminati trabalham para a realização do seu plano nas esferas financeiras, políticas e culturais.
Os seguidores do Tibetano afirmam que os nossos críticos fazem o jogo da “Loja Negra”, mas eles devem entender que, do nosso ponto de vista, a sua "Grande Loja Branca" é um retransmissor das forças da sombra. A Loja Branca é um departamento da Loja Luciferiana, que é dividida em "preto e branco". Os espiritualistas são enganados pelas aparências de sabedoria e da casuística jesuítica do Tibetano.
A declaração de Dwjal Khool sobre a bomba atômica não resiste mais à análise filosófica senão no bom sentido moral. Ela revela que os magos do Tibete estão desesperados, e eles estão prontos para semear o caos e terror.
Os argumentos do Tibetano constituem um julgamento severo para aqueles que, apesar da patologia grave dessas doutrinas, tentam justificá-los. "A fissão do átomo" é puro satanismo. Por que a energia atômica para fins "espirituais"? A Loja oriental precisa elevar o nível de radioatividade para aumentar o seu controle sobre a humanidade. É um programa de poluição nos coloca "sob tensão". Ao propor os benefícios da bomba atômica, o Tibetano confessa, em outro local, que as "explosões nucleares subterrâneas permitem eliminar adversários invisíveis". Do que se trata isso? As pesquisas esotéricas mostram que os seguidores da Loja oriental tentam destruir as fraternidades que não querem entrar no seu jogo ou que ali se opõem. Nós entendemos assim que a função secreta da força de ação atômica é alimentar uma guerra oculta sob o disfarce de experiências "pacíficas". Obrigado, Sr. Tibetano!

___________________________


ANEXO: A LIBERAÇÃO DA ENERGIA ATÔMICA
Comunicação do “Tibetano”, em 09 de agosto de 1945.

« Hoje eu quero falar com vocês do maior evento espiritual que ocorreu desde o surgimento do reino humano, o quarto reino.
Eu quero falar da liberação da energia atômica, conforme relatado esta semana, nos jornais de 06 de agosto de 1945, e em relação ao bombardeio do Japão.
Há alguns anos, eu lhe disse que uma NOVA ERA seria introduzida pelos estudiosos e que o estabelecimento do reino de Deus sobre a Terra seria precedido pelo sucesso das pesquisas científicas. Esta primeira etapa foi realizada pela liberação da energia atômica, e a minha profecia foi justificada neste ano muito importante, o Ano da Graça de 1945.
A atenção do homem está geralmente voltada para os aspectos externos da vida. No entanto, todas as descobertas, tais como aquelas que implicam na revelação da radioatividade ou aquela que foi anunciada esta semana, e que marca no tempo os primeiros passos da domesticação da energia cósmica, é sempre o resultado de uma pressão interna, emanando Forças ou Vidas que se encontram nas esferas superiores. Essas próprias pressões funcionam segundo as leis do Espírito e não apenas pelo que chamamos de leis da natureza; elas são o resultado do trabalho de impulsão de certas grandes Vidas, em relação com o terceiro aspecto da divindade, o aspecto da inteligência ativa, e se fixando no aspecto da substância ou da matéria da manifestação. A motivação para tais atividades é procedente da Shamballa.
Houve uma irrupção claramente dirigida de energia extraplanetária liberada pelos senhores da liberação que haviam sido invocados com sucesso; o impacto desta energia sobre a substância atômica, a base de pesquisa dos cientistas, ali fez modificações que lhes permitiram ter sucesso.
Um esforço em concerto foi realizado por alguns discípulos trabalhando nos ashram do quinto e do sétimo raio, o que lhes permitiu impressionar a mente dos discípulos menos adiantados no domínio científico, e ajudá-los a superar as dificuldades intransponíveis ​​que eles encontravam.
A liberação da energia do átomo ainda está em um estágio muito embrionário; humanidade mal sabe a extensão ou a natureza das energias que foram derivadas do átomo e liberadas. Existem muitos tipos de átomos constituindo "as substâncias do mundo", cada um pode liberar o seu próprio tipo de força; este é um dos segredos que a nova era irá revelar, mas um começo bom e sólido foi feito. Eu gostaria de chamar a atenção para as palavras "liberação da energia". Esta libertação é a tônica da nova era, assim como ela sempre foi a tônica do aspirante orientado espiritualmente. Esta liberação começou por liberar um aspecto da matéria e algumas forças da alma em meio ao átomo.
Para a matéria, esta foi uma grande e potente iniciação, análoga àquelas que liberam a alma dos homens.
Neste processo de iniciação planetária, a humanidade revelou o seu trabalho de salvador do mundo no mundo da substância, e afetou as unidades primordiais da Vida que são feitas de formas.
Agora vocês irão compreender o significado das palavras usadas por muitos de vocês na segunda das Grandes Invocações: para a força salvadora, chegou a hora de servir. Esta força salvadora é a energia que a ciência liberou, primeiramente para a destruição daqueles que continuam (se eles o fizerem) a desafiar as Forças da Luz trabalhando através das Nações Unidas.
Depois, à medida que o tempo passar, a energia liberada vai apresentar a nova civilização, um mundo novo e melhor e condições mais delicadas e mais espirituais, os sonhos mais elevados daqueles que amam os seus semelhantes podem se tornar possibilidades práticas, pelo emprego correto desta energia liberada, se os verdadeiros valores forem ensinados, iluminadas e aplicadas à vida diária. Esta "força salvadora" vai ser colocada à disposição da ciência, e a profecia que eu fiz anteriormente se justifica. »

Na profecia publicada em 1934 no livro de Alice Bailey ‘Um Tratado sobre Magia Branca’, o Tibetano declara:

« Poderíamos notar aqui que três grandes descobertas são iminentes que, para as duas próximas gerações, vai revolucionar o pensamento e a vida moderna. Um já foi abordado e foi objeto de experiências e de pesquisas, a liberação da energia atômica. Isso vai mudar completamente a situação econômica e política do mundo.
Cabe às Nações Unidas impedir o uso indevido desta energia liberada, e assegurar que o seu emprego não seja prostituído com fins egoístas e com objetivos puramente materiais. Trata-se de uma "força salvadora" e ela tem o poder de reconstruir e reabilitar. A sua utilização adequada pode eliminar a demissão, trazer conforto para todo o planeta; a sua expressão, na forma de modo correto de vida, se ela for motivada por boas relações humanas, irá produzir beleza, calor, cor, eliminação das atuais das doenças, eliminação para o gênero humano de todas as atividades que envolvem a vida ou o trabalho no subterrâneo. Ela vai acabar com a escravidão humana, com qualquer necessidade de trabalhar ou de lutar para adquirir bens e tornar possível um tipo de vida que vai dar ao homem a liberdade de perseguir os objetivos mais elevados do espírito. (Ufa!)
Mas, meus irmãos, alguns homens irão lutar para impedir isso; os grupos reacionários de todos os países não irão reconhecer a necessidade, e não irão desejar essa NOVA ORDEM MUNDIAL que a liberação de energia cósmica pode tornar possível.
Esta nova energia liberada pode demonstrar ser uma "força salvadora" para toda a humanidade, eliminando a pobreza, a feiura, a degradação, a escravidão e a falta de esperança; ela vai destruir os grandes monopólios, eliminar a maldição do trabalho operário, e abrir a porta da ERA DE OURO que os homens esperam. Quando forem estabelecidas essas novas e melhores condições, os homens então serão livres para viver e se mover na beleza, e procurar o "Caminho da Luz". »

Extraído de ‘A Exteriorização da Hierarquia’ de Alice Bailey, a médium de DJWAL KHOOL - Edições Lucis Trust.


************
ACESSO À PRIMEIRA PARTE
************

Entrevista publicada no Centro de Pesquisas sobre a Ordem Mundial (C.R.O.M.):

***

Tradução para o português: Portal dos Anjos e das Estrelas da Luz

************


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário