6

*CONSPIRAÇÃO CÓSMICA* - Parte 1 - Encontro do Sr. Kevin (militar norte-americano aposentado com experiência em ocultismo) com Joël Labruyère - Centro de Pesquisas da Ordem Mundial (C.R.O.M.)

Clique aqui para comentar esta publicação


- VALE A PENA LER DE NOVO -


CONSPIRAÇÃO CÓSMICA - Parte 1
Encontro com o Sr. Kevin
Autor: Joël Labruyère

Nova Polícia (Nova Police) é uma revista americana confidencial. Sem distribuição comercial ou com site na Internet. Este boletim informativo é enviado discretamente pelo correio. O leitor da Nova Polícia descobriu a existência desta publicação clandestina de boca em boca. Nova Polícia é enviada anonimamente, sem que possamos identificar o conteúdo e a origem pelo seu envelope. O local de expedição muda regularmente, e ninguém pode chegar até a fonte. O responsável, Sr. Kevin, é um ex-militar que gosta de enganar a vigilância dos serviços de inteligência. A revista é distribuída gratuitamente para evitar de ser identificada por uma conta bancária.

Teria sido impossível descobrirmos a Nova Polícia se o Sr. Kevin não tivesse tido conhecimento do que é Secreto, por meio dos seus contatos em Quebec. Depois de ler ‘A Política Galáctica’, artigo de Investigação divulgado na Internet, Kevin decidiu nos encontrar durante a sua estada na Europa. Era para ele a oportunidade de descobrir se havia pesquisadores na mesma frequência.

Sem mostrar sua decepção ao constatar a nossa pobreza em matéria de pesquisas político-ocultas, ele queria fazer um balanço dos nossos próprios procedimentos. Não conhecendo os seus centros de interesse, esperávamos encontrar um engenheiro interessado em manipulações científico-militares, mas que entusiasmo ao ver que Kevin estava na vanguarda das informações mais secretas sobre a finalidade da Ordem mundial.

Ele é o que podemos chamar de um iniciado, não no segredo dos deuses, mas porque ele tem contatos com intermediários de uma fraternidade planetária secreta cujo projeto é neutralizar os grupos da máfia illuminati e Companhia, quer sejam políticos, financistas ou religiosos. Nada menos.

Poderíamos temer uma manipulação por parte de um ex-funcionário do sistema, pois um militar aposentado que faz revelações, é sempre suspeito. Em princípio, nunca se deve acreditar nos agentes que se apresentam diante da mídia com revelações sobre a sua antiga casa, pois policial um dia, policial sempre. O cérebro desses agentes é formatado e, por princípio, não deve ser confiável. No entanto, pode haver exceções, como um homem que "volta" para denunciar o plano macabro.

Kevin disse que ele recebe suas informações de forma anônima. Como um ex-militar da inteligência, ele sabe a diferença entre a verdade e a desinformação.

Os fatos muito especiais que Kevin relata e os seus conhecimentos excepcionais no campo esotérico, nos leva a confiar. Nunca imaginamos um agente secreto dotado de uma personalidade que exala tanta bondade, inteligência e desejo de ajudar os seus semelhantes. Geralmente, os servidores do Sistema são funcionários que fazem friamente o seu trabalho e que contam suas horas. Nem bons nem maus, astutos e jamais confiáveis. A maioria é incapaz de conhecer o organograma do Sistema até as mais altas esferas.

Pela primeira vez, tivemos a impressão de estar diante de alguém que sabe o que acontece nos bastidores, um pesquisador que não especula, embora admita as suas lacunas e as zonas obscuras que lhe permanecem impenetráveis.

Aqueles que informam Kevin não irão lhe dar a palavra final da sua estratégia, porque ele deve permanecer incógnita, pela sua segurança e a dos seus informantes. Em comparação com os especuladores em conspiração mundial que misturam tudo, e que espalham rumores incoerentes, Kevin integrou os parâmetros da situação planetária, e nos traz elementos decisivos para a nossa edificação.

Enfim, é preciso saber que essas informações fundamentadas em uma visão metafísica da política não são fáceis de compreender. Kevin insiste para que o leitor releia algumas passagens, pois ele corre o risco de se perder ao longo do caminho. A verdade está obscura.


- ENCONTRO COM O SENHOR KEVIN -

J.L.: Ei Kevin, eu o saúdo. Foi realmente simpático da sua parte ter dado uma volta por Paris para discutir o que nos interessa no mais alto grau, ou seja, a política mundial.
Você tem uma maneira de organizar o seu encontro que não é comum ... você sempre embaralha assim as pistas?

Kevin: Hum, embaralhar as pistas é uma deformação profissional. Mas é útil. Eu vim para a Europa, mas ninguém sabe que eu passei por Paris, nem poderia dizer se eu desembarquei em Roma ou em Amsterdã. E, no entanto, como você pode ver, eu sou um americano aposentado de férias com a esposa, o tipo de ianque buscando bons restaurantes, que nem sequer sabe o nome do seu primeiro-ministro, e que acredita que a França é um país comunista. Hum ... Certo?

J.L.: Você não está longe da verdade. Tudo aqui pertence ao Estado. A propriedade privada é o clamor do Ministério das Finanças. A vida mental das pessoas pertence ao Ministério da Educação Nacional, enquanto o nosso corpo vacinado é propriedade das autoridades médicas.
No final da última guerra, a divisão entre os vencedores desejava que Stalin recebesse alguns ministérios que permaneceram vermelhos. Nossos quadros são na sua maioria marxistas mascarados, tal como Chirac, que tem feito mais pelo socialismo do que Mitterrand. O atual primeiro-ministro Raffarin, no dia da sua posse, saiu da sua casa a fim de posar para as câmeras com um lenço vermelho brilhante ao redor do pescoço. Um recadinho para os que sabem: "A Grande Noite está próxima!".

Kevin: É mesmo? O primeiro-ministro se apresentou à imprensa com um lenço vermelho no dia da posse? Isso me faz lembrar da camarada Hillary Clinton que cumprimenta levantando o punho fechado. Estes são os sinais que os illuminati emitem em todo o mundo. Mas a bandeira vermelha no pescoço de um chefe de governo de direita, é demais!
Eles são bem-humorados, mas eles são muito sérios. Não há acaso nesta encenação. Bem. Obrigado por concordar em me receber, pois eu gostei do seu artigo sobre a política galáctica. Ele coloca bem as coisas em ordem. Desde então, eu traduzi outras partes da sua revista, e acho isso original, é um ponto de vista que vai no cerne do assunto. É realmente um bom trabalho. É a inspiração e, além disso, você dispõe de conhecimentos em áreas incomuns. No início, eu me perguntava: quem é esse cara para formular as coisas assim? É suspeita profissional. Mas eu sei que, se você tem essas ideias, é que você não está trabalhando para o outro lado.
De qualquer forma, acho que é melhor, para mim, sermos cautelosos, hum...

J.L.: Obrigado pelos elogios. Da minha parte, eu continuo cauteloso, pois eu não sei exatamente o que você está traficando (risos).
Pelo que você me disse, você se aposentou do exército, um militar com perfil consistente, mas que teria sido recrutado por um grupo desconhecido, cujo objetivo seria o de inverter o curso dos acontecimentos mundiais. Isso está correto? É bastante surpreendente à primeira vista, mas muito excitante. Neste caso, dado o sigilo que deve necessariamente envolver uma operação desse tipo, por que me encontrar, aqui na França, onde os pesquisadores nessa área são raríssimos?
É algo surpreendente. Houve oficiais americanos que passaram para o inimigo durante a Guerra Fria - por dinheiro ou por ideologia - mas você, é contra a Nova Ordem Mundial que você trabalha, ou seja, contra todos os poderes constituídos e, particularmente, aquele do seu país. Você ainda não tem o ar de um visionário. A primeira reação, então, é cautela. Você me entende?

Kevin: Ok. Eu vou responder o mais claramente possível. Estatisticamente, há uma centena de vezes mais caras como você nos EUA, rapazes ou moças, ousados ​​o suficiente para editar uma revista marginal e que são capazes de não preenchê-la com vento. Quando eu li o seu texto sobre política galáctica, percebi uma intenção ... hum ... algum tipo de orientação ou de comando superior, se você vê o que quero dizer.
Eu compreendi que você tinha um processo, apesar do caráter eclético dos seus artigos - apesar de tudo, isso é, em última análise, homogêneo. Você não faz as pessoas sonharem, você não ensaboa as suas costas, você não lhes dá falsas esperanças, chamando sua atenção sobre um fato interessante a fim de melhor mergulhá-las em uma ilusão. Gostei do seu estilo. Nenhuma concessão, sem falsa saída de emergência, sem ... Desculpe-me, sem mentiras sangrentas para enganchar o leitor, mas com a coragem de lhe dizer: "Esta revista é dirigida àqueles que a merecem. Se você não gostar, volte para a TV. "
Será que eu estou enganado? Ok.
Mas há mais coisa interessante. Você parece ter compreendido o que acontece em segundo plano, e você parece ir a algum lugar.
É um profissional que lhe diz isso. Você seria tomado quase como um soldado que teria saltado de paraquedas nas linhas inimigas e que envia seus sinais no escuro. Será que os outros recebem os seus sinais? Você está um pouco isolado, não é?

J.L.: Esta é a minha fé, é verdade. Obrigado pelo seu encorajamento. Mas eu não sei quem dirige as operações nas minhas costas, nem qual é exatamente a ordem da missão. Vamos ver. Difícil saber se somos manipulados. É preciso ter confiança.
Antes de falarmos de coisas sérias, eu quero saber por que você deu, à sua revista, esse nome de Nova Polícia. Não é um termo secreto usado por William Burroughs no livro “O Ticket Que Explodiu”?

Kevin: Sim. Não é uma revista, mas, mais, um boletim informativo que não possui título. Chamamos de Nova Polícia por comodidade, pois é preciso dar nome a uma coisa.
Na verdade, eu não conheço essa literatura decadente. Não é essa que prefere um militar de carreira, mas a ideia de uma "nova polícia" que iria caçar os bastardos (porcos), isso me diverte.
A Nova Polícia é dirigida aos pesquisadores no campo da conspiração. Há um grande número de pessoas envolvidas em todo os Estados Unidos, mas há muitas doutrinas diferentes. Eu não estou falando de internautas, mas de pesquisadores envolvidos tentando interpretar os sinais dos tempos. O meu boletim informativo permite identificar aqueles que compreenderam, e não é para convencer ninguém. É um farol na noite. Nós somos desconhecidos na noite.

J.L.: Isso é verdade, desconhecidos na noite. Não fazemos barulho para despertar as multidões, o que seria, aliás, impossível. Procuramos os resistentes solitários com a luz da lanterna. Eu acho que do seu lado, você faz um pouco mais do que isso, não é?

Kevin: Certamente! Na verdade, a forma que toma a comunicação é irrelevante, e cada um está fazendo o seu trabalho com os meios disponíveis. Eu tive uma agradável surpresa ao descobrir o seu trabalho, modesto na apresentação e de impacto de mídia, sem dúvida limitado (risos), mas que dará frutos um dia.


PESQUISAS MILITARES E OCULTAS

Bem, para começar, eu devo me apresentar. Eu sou um aposentado do exército dos EUA e, é claro, eu não vou revelar qual exército que eu servi. Eu trabalhei para serviços subcontratados da Agência em operações de natureza paranormal, daí a minha experiência em ocultismo.
Trata-se de pesquisas que eu não vou falar com precisão pois isso poderia me trair, embora haja tantos tentáculos ao redor do polvo NSA, eu também tenho dificuldade de identificar uma agulha em um palheiro. Digamos que eu era um militar limpo (clean). Eu nunca estive envolvido em truques sujos. Eu escrevia relatórios de estatística que iam para um destino desconhecido. Tudo é muito compartimentado, você sabe. Um agente não sabe no que ele trabalha realmente.
Por exemplo, se acontece de eu ser seguido, a escuta "escondida" nas minhas costas sequer sabe quem eu sou. Desde o esbirro até o grande manitu, o mundo funciona assim. A compartimentagem propicia a irresponsabilidade embaixo e a garantia do segredo em cima. A burocracia que serve ao Grande Estabelecimento Cósmico é compartimentada. O poder prospera na irresponsabilidade. Os servidores terrestres não conhecem o plano dos seus mestres. Eles sabem que eles estão cobertos por suas rebarbas sangrentas, mas eles serão severamente punidos por qualquer falta de obediência.

J.L.: Você estava na Marinha? Dizem que é aí que se formam os melhores...

Kevin: Sem comentário! Eu nada posso lhe dizer. Se o fizerem falar, você não terá nada a declarar (risos). Você só terá que inventar uma história de alienígenas se o torturarem ... hum ... será que você aprecia o meu humor de soldado? Enfim. Minha inclinação pelo esoterismo e minha curiosidade permitiram descobrir coisas que nem os espiritualistas nem os cientistas podem imaginar. É preciso ao mesmo tempo a intuição mística e a lógica se quisermos nos orientar nesta ... hum ... grande desordem.
Sem que me dissessem claramente para que serviam algumas das nossas atividades especiais, eu finalmente descobri, ao me informar com engenheiros do exército, que os laboratórios secretos estavam envolvidos em experimentos com seres do mundo invisível. Você já ouviu falar destas coisas? Ok. Eu não trabalhava diretamente no projeto, mas eu obtive informações classificadas como "segredo de defesa" às quais nenhum militar da minha categoria podia ter acesso. Pouco a pouco, eu montei a rede, sem me fazer notar, e eu descobri um fato surpreendente: os laboratórios - nós não sabemos quem os dirige nem de onde vem o dinheiro - desenvolveram uma tecnologia para controlar criaturas invisíveis: elementais, desencarnados, espíritos de civilizações antigas, ou ainda essas criaturas ectoplásmicas, os seres de luz da nova era. Você entende? Eu tento usar a terminologia convencional.
No início, descobrindo essas pesquisas, eu achei isso divertido, e realmente muito infantil da parte da maior potência do mundo. Precisamos de entidades invisíveis para espionar os islamitas ou os chineses? Queremos enfeitiçar os nossos inimigos? Vamos enviar espíritos desencarnados a Júpiter? Criar uma raça de escravos invisível?
Refletindo ali, essas hipóteses que me pareciam absurdas, começaram a fazer sentido. Se a tecnologia permite controlar os seres de um plano imaterial, haveria muitas aplicações possíveis. Ainda era preciso ali acreditar, o que os meus colegas formatados não podia aceitar. Mas eu sabia que isso existia, já que eu tinha trabalhado para coletar dados para alimentar essas pesquisas, e eu tentei descobrir ao que isso iria por fim levar. Ali onde eu me enganava, é que isso já tinha acontecido experimentalmente, pois a ciência oficial está meio século atrasada nas pesquisas secretas.
Eu não vou falar como engenheiro, porque eu não sou um técnico. Eu aprendi a entender o funcionamento dos sistemas de manipulação da consciência, tais como as armas de ondas curtas, esta tecnologia que pode semear a euforia ou a depressão em uma população-alvo, e cujas frequências poderiam também afetar entidades não físicas. Isso é bem novo, não é?

J.L.: Eu publiquei um artigo relatando a gravação, pelos serviços secretos britânicos, da voz de desencarnados. Isso foi antes da Segunda Guerra Mundial. Como sempre, os Ingleses estando na dianteira. Alguns pesquisadores norte-americanos vagamente mencionaram estes sistemas de controle de entidades invisíveis ou de espíritos desencarnados. Trata-se de uma tecnologia que combina as ondas emitidas pelos aparelhos com as mensagens telepáticas do cérebro orgânico.

Kevin: É isso mesmo! Temos as bases secretas onde são manipuladas entidades pertencentes ao universo das bruxas ou à superstição religiosa. Existem bases especializadas na região do Ártico e em outras áreas, mas aquelas próximas do Polo Norte têm uma função de varredura planetária mais intensa. Sempre o Polo Norte! Ali foram instalados aparelhos que permitem interferir nas telecomunicações, como, por exemplo, a possibilidade de emitir mensagens simultaneamente nos circuitos televisuais de todo o mundo através de retransmissão por satélites.
Isso vai servir para o dia J do qual iremos falar logo mais. As pessoas não podem imaginar essas coisas. Chegou a hora, o mundo vai ficar alucinado com o espetáculo final, mas, na verdade, o público apenas vai ver o fogo. Você sabe, o ser humano é como uma criança, ele não procura saber o que é feito pelas costas. Ele não busca se defender. Ele é obediente e resignado. Ele não procura sequer a origem ou a finalidade da sua própria existência. Isso é estranho, não é? O homem recebeu um implante de indiferença e de submissão. Ele foi manipulado para permanecer apático seja o que for que ele padecer, como sob a influência de uma anestesia que asfixia a consciência mais inteligente.


O PLANO ASTRAL

J.L.: É isso mesmo! É possível então que os laboratórios secretos possam emitir ondas e impulsos que influenciam os seres ... digamos, no plano astral, a dimensão invisível acima do plano de material?

Kevin: Certo. Mas nós vamos voltar nisso. Eu só queria explicar como cheguei a me interessar pelo ocultismo, e por que que eu fiz a ligação entre magia e tecnologia de ponta. A magia é agora uma tecnologia que utiliza máquinas. Bem.
O que é importante é entender que não há separação entre a dimensão física e invisível - o plano astral, como você diz. Eu esclareço que os anglo-saxões confundem etéreo e astral, o objetivo de alguma maneira.
O ser humano tem um envelope de energia sutil, o corpo astral, pelo qual ele está imerso, inconscientemente, nesta dimensão sutil. Nós vivemos no astral.
O seu corpo físico está mergulhado no mundo material e a sua consciência está normalmente ligada ao corpo, mas ela pode deslizar para a consciência astral. Vocês conhecem essas coisas, mas eu reitero isso.
Portanto, é errado pensar que o astral e as dimensões etéreas, mental, causal, etc. - de acordo com a terminologia esotérica aceita - seriam domínios divinos como os espiritualistas acreditam ingenuamente. Essa era a crença dos animistas na qual foram fundadas as religiões e o ocultismo vulgar. Acreditamos ingenuamente que Deus e os anjos vivem no além. Mas o além é apenas um espelho. Os poderes eternos - que são campos electromagnéticos de vibração muito elevada - estão em outras dimensões, invioláveis ​​e puras. Nada tem a ver com o além. O mundo divino está fora do alcance das hierarquias inferiores, tão etéreas como elas são. Este é o ABC do conhecimento esotérico, mas quem sabe e quem ensina isso?
Na verdade, o mundo do além - com seus paraísos e seus infernos - é o espelho do nosso mundo visível cheio de maravilhas e de horrores. Os planos invisíveis mais elevados do além permanecem inacessíveis aos investigadores clarividentes. É nessas regiões ditas "celestes" que encontramos os sistemas de controle do sistema solar e os Éons - governantes - dos povos e das religiões. Como aqui, há os bons e os não tão bons.
Nos planos intermediários, há predadores organizados em fraternidades - na verdade, os sindicatos do crime e da extorsão da energia humana. É uma máfia cósmica. Você já mencionou isso na sua revista? Ok. Você tem denunciado as mistificações da nova era que mergulha as pessoas na ilusão astral. Isso é bem visto. Eu queria colocar os dados na memória para introduzi-los mais tarde. Ok?

J.L.: Estamos de acordo. Eu queria mostrar que o mundo invisível não é o mundo divino. A maioria das pessoas ignora este fato, e os pequenos mestres e gurus não tocam nisso. A máfia invisível é, bem entendido, ainda mais secreta do que a máfia terrestre. A maioria dos ocultistas não se atreve a levantar o véu; quanto aos médiuns, eles estão imersos na ilusão astral e eles servem de caçadores para os piratas do invisível. A compartimentagem de que você fala mantém a ignorância em todos os níveis.
Para falar a verdade, eu tenho pouco retorno sobre este assunto, e eu imagino que essas clarificações passam acima da cabeça das pessoas. Eles oram, meditam e praticam métodos espirituais, sem muito cuidado com o que há por trás. O ser humano quer se sentir bem, e se ele chega ali mais ou menos, não tente derrubá-lo do seu tapete voador. Ele irá chorar pela violação. As pessoas querem sonhar, e elas encontram menos alegria na verdade do que nas evasões espirituais agradáveis. Eu não julgo, essa é a vida. A vida é um sonho.

Kevin: Essa é a vida, Senhor. A apatia dos humanos é um problema crucial para a Fraternidade que luta para retomar o controle dos assuntos planetários. Mas nós ali iremos voltar, ok?
Seria preciso um número suficiente de pessoas para estabelecer um equilíbrio, pois os Éons estão prestes a inundar o mundo com falsas revelações, não desprovidas de valor, mas enganosas, pois elas são negativas para a abertura da consciência na Era em que estamos. As revelações pseudo espirituais agem como implantes que bloqueiam a descoberta da verdade superior.
Acreditamos que as revelações transmitidas pela clarividência inferior, mediunidade e canalização, são oriundas de uma manipulação técnica e mágica. As entidades que entregam suas mensagens para os canais são dirigidas por operadores que nada têm de espiritual. Eles são os engenheiros do ocultismo. Espera-se uma subversão total da consciência. É a abominação, se você sabe o que isso significa.
Como um ser humano, que não conhece as leis do mundo invisível nem a tecnologia secreta, poderia imaginar que zombam dele quando lhe prometem "paz, amor e evolução espiritual" em uma caixa de surpresa?
Por causa do condicionamento religioso infantil, que é o mesmo em todos os povos, um ser humano não está preparado para desmascarar a farsa de um fenômeno procedente do invisível. Pela imagem ou pelo som, ele será enganado, pois qualquer manifestação sutil parece ser espiritual, sagrada ou divina.
Ele seria apanhado, ao invés de admitir que está sob uma influência oculta durante os seus momentos de exaltação. Isso é aplicado assim que sentamos para meditar ou para rezar. Não temos dúvida de que a nossa imobilidade e a elevação momentânea do nosso nível vibratório atraem curiosos indesejados. Eles nos observam enquanto estamos incapazes de discernir a sua presença. Eles estudam as nossas fraquezas, analisam os nossos pensamentos e os nossos desejos como em uma tela, e quando possível, algumas entidades circulam através da nossa aura, imprimindo ali o seu selo. Normalmente, as coisas permanecem aí, mas se forçarmos o nosso sistema energético por meio de técnicas espirituais, a abertura anormal dos chakras e a sua rápida rotação podem aspirar forças nocivas.
Semelhante atrai semelhante, e quem não realizou os protocolos da purificação espiritual corre o risco de transtornos graves. Curiosamente, essas anomalias são consideradas como dons e poderes, e as vítimas são apresentadas como seres evoluídos. É por isso que muitos iluminados, cativados por entidades astrais, testemunharam encontros com Deus, com Cristo, com a Virgem, com Krishna, com Buda ou com um "mestre da Grande Fraternidade Branca".
Hoje, os engenheiros ocultistas criaram novos produtos que sintetizam as aparições divinas tradicionais com imagens fantasiosas de extraterrestres. Você já viu o retrato do comandante Ashtar, uma espécie de “mestre ascensionado” ainda mais ridículo do que os outros? Ele está coroado pela inevitável luz astral, e usa um uniforme enfeitado com forramento e medalhas, bem como o chapéu de oficial de uma frota de naves intergalácticas. Essa é uma farsa grosseira. É preciso ser veneta (louco) para ali dar crédito. Isso tudo é disparate (isso é treta). O negócio da nova era é besteira!


******
Continua nas Partes 2 e 3, com os seguintes tópicos:

A AÇÃO MICAÉLICA
A INFLUÊNCIA DO ZODÍACO

OPERAÇÃO ANTICRISTO
A FORÇA DE COMBATE

“Vocês não podem imaginar o pânico que domina os Illuminati de graus elevados, porque eles sabem que, após o confronto final, eles serão forçados a deixar o local, cedendo-o para as novas forças civilizadoras. Mas antes disso, vocês vão ver a abominação nesta idade das trevas. Eu lhes peço para acreditar que a ordem mundial não vai durar e que o seu messias vai acabar mal.” Sr.Kevin
******

Entrevista publicada no Centro de Pesquisas da Ordem Mundial (C.R.O.M.):
27 de setembro de 2013

***

Colaboração: Rosa Amelia Muruci e André Meira

***

Tradução e postagem: Portal dos Anjos e das Estrelas de Luz

******


Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

6 comentários:

  1. É bom lembrar que a região dos polos está praticamente livre das radiações de Van Allen (ver wikipedia), em meio às quais foi recentemente descoberto um ‘escudo’ invisível que, de qualquer maneira, parece também não envolver os polos.

    ResponderExcluir
  2. QUAIS SITES PODEM SER CONFIÁVEIS NESTES TEMAS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os unicos sites verdadeiramente confiáveis são os que vão apontar a verdade nua e crua sobre o planeta em que vivemos, tais como:planeta prisão, espécie escrava, planeta curral etc, e eles são:https://www.youtube.com/watch?v=dO4pDuSkIAI
      e
      http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Quem comanda, nunca dá as caras . Assustador .

    ResponderExcluir
  4. e para receber as revistas, como faz?

    ResponderExcluir
  5. Gostaria receber revistas, publicações do Jornal Celestial.

    ResponderExcluir