Biólogos não sabem a causa da morte de centenas de pinguins no Sul

Clique aqui para comentar esta publicação



Mais de 500 aves foram encontradas em praias do litoral o Norte gaúcho esta semana, principalmente nas cidades de Cidreira e Tramandaí. No Rio, várias foram resgatadas

O Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar) contabilizou a morte de 510 pinguins em algumas praias do litoral Norte do Rio Grande do Sul nos últimos quatro dias. Desde a última terça-feira, centenas de aves foram encontradas na faixa de areia.

Grande quantidade de pinguins foi encontrada principalmente em praias das cidades de Cidreira e Tramandaí, também no Sul. A causa da morte de tantas aves é dúvida para biólogos e veterinários, uma vez que recolhidas, elas não apresentavam sinais de manchas de óleo, o que poderia justificar a mortandade em massa de tantos animais da espécie.

Essa semana em Maricá, no Rio de Janeiro, dez pinguins morreram e um foi resgatado na praia de Ponta Negra. Os animais da espécie Spheniscus magellanicus, conhecidos também como ‘Pinguins de Magalhães’ ficaram presos nas pedras e fracos após longa viagem, não conseguiram nadar de volta para o oceano por conta da força das ondas e acabaram morrendo.

Niterói- A semana também foi de muito trabalho para os bombeiros de Niterói, que receberam vários chamados para o resgate de mais pinguins em algumas praias da cidade, principalmente as da Região Oceânica.

via: http://www.ofluminense.com.br/editorias/pais/biologos-nao-sabem-causa-da-morte-de-centenas-de-pinguins-no-sul

Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário